Balança comercial tem superávit US$ 3,73 bi em novembro

 

Empresas do Paraná registram crescimento no volume de exportações

 

Durante o período da pandemia da COVID-19, a balança comercial brasileira registrou mais um superávit em novembro: segundo o Ministério da Economia, o Brasil exportou US$ 3,732 bilhões a mais do que importou, saldo 4,7% maior que o registrado no mesmo mês de 2019. No período, o país exportou US$ 17,531 bilhões para o exterior. As importações tiveram nova queda, domando US$ 13,799 bilhões, redução de 2,6% pela média diária.

O superávit se dá quando as exportações superam as importações e, quando ocorre o contrário, há déficit comercial. Durante o mês, as exportações somaram US$ 17,855 bilhões, enquanto as importações ficaram em US$ 12,383 bilhões.

Segundo o gerente regional da ES Logistics de Londrina, Guilherme Cruz, o Paraná é um importante protagonista nesses números nacionais. “Registramos aumento de 36,5% em relação ao ano anterior nas exportações nos meses da pandemia, de março a novembro”, afirma. A ES Logistics é o quinto maior agente de cargas e líder no mercado de exportação de containers no sul do Brasil. Nos últimos seis meses, em meio à pandemia, a ES Logistics registrou 30% no aumento de embarques de mercadorias para exportação, saindo do Porto de Paranaguá.

Dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic), ligado ao Ministério da Economia, apontam crescimento de 1% no valor das exportações paranaenses, de janeiro a maio deste ano, comparado com o mesmo período de 2019.

“A exportação do Paraná mudou muito nos últimos anos. Antes, o setor automotivo era mais representativo. Hoje, a exportação de celulose é muito importante para o Estado”, afirma. “A demanda aumentou consideravelmente e inclusive enfrentamos um problema de espaço nos navios. A espera para o embarque de mercadorias tem sido de cinco a seis semanas para alguns destinos, como Ásia, por exemplo. Em alguns portos da América do Sul, a demanda também está muito alta”, explica.

O Paraná vem despontando também como principal estado exportador de mel. No primeiro semestre deste ano, exportou quase 5 mil toneladas, um aumento de 57% sobre o volume exportado em igual período do ano passado, segundo dados apontados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

 

Sobre a ES Logistics:

Há 19 anos no mercado, a ES Logistics possui hoje um dos maiores portfólios de transporte de cargas do Brasil e é especialista em afretamentos marítimos e aéreos, transporte de parques fabris completos, e a movimentação de cargas superpesadas. A empresa possui nove filiais localizadas nos Estados de São Paulo, Santa Catarina, Paraná e Espírito Santo e mantém a certificação ISO 9001 atualizada desde 2015.