Saiba tudo sobre viroses em crianças e como se proteger

O Pequeno Príncipe alerta para o aumento de casos com a aproximação das baixas temperaturas

Saiba tudo sobre viroses em crianças e como se proteger
Foto: Wynitow Butenas

O Hospital Pequeno Príncipe alerta para a atenção com a saúde das crianças com a aproximação das estações mais frias, principalmente porque nessas épocas do ano as viroses se manifestam com maior incidência. A explicação para esse aumento de casos é a diminuição da resistência das vias respiratórias das crianças e, com isso, elas ficam mais suscetíveis à entrada de vírus e sujeitas à nova infecção.

O pediatra do Pequeno Príncipe, Eduardo Gubert, explica que as transmissões dos vírus podem acontecer de diferentes maneiras. “Além do impacto da temperatura nas vias respiratórias, as crianças permanecem mais tempo em ambientes fechados e sem ventilação, o que aumenta a chance de contágios, pois a transmissão das viroses se dá por gotículas respiratórias no ar por meio de tosse ou espirro, pela saliva com objetos contaminados e beijos, e pelo contato com a pele como abraços e toque de mão”, disse.

Tipos e sintomas

Entre as principais doenças sazonais do outono e inverno estão as infecções das vias aéreas superiores como gripes, amigdalites virais, otites, gastroenterites, estomatites e a doença mão-pé-boca. “Cada doença viral pode se manifestar com um ou vários sintomas, como tosse, coriza, dor de ouvido, diarreia, vômitos e outros”, esclarece o especialista.

Em comum, as viroses podem começar com uma febre inespecífica, que sinaliza para a família e seu médico que algo está errado com a criança. Na medida em que os sintomas vão surgindo, a localização da doença e o tipo do vírus causador ficam mais evidentes e ela pode ser diagnosticada com maior precisão.

Diagnóstico e tratamento

Muito frequente nos pronto-atendimentos hospitalares, o diagnóstico da virose tende a ser genérico e abrangente, pois existem muitas doenças virais, com diferentes características. Para identificar exatamente qual o vírus causador da doença é possível realizar um exame rápido, o PCR, que ficou familiar por ser indicado para detectar o vírus da Covid-19. As viroses devem ser tratadas com medicamentos, quando indicado pelo médico, para diminuir os sintomas como a febre.

O acompanhamento da doença é importante, pois ela pode evoluir para quadros que necessitem de internamento por desidratação, cansaço, dificuldade para respirar, e até meningite. As viroses podem ser porta de entrada para quadros bacterianos, que apresentam maior risco de complicações. Para proteger as crianças das viroses alguns cuidados básicos são essenciais, como:

  • manter-se bastante hidratado, com muita ingestão de líquidos e repouso;
  • alimenta-se de forma equilibrada, com alimentos nutritivos;
  • manter uma rotina de sono com qualidade;
  • adotar condutas básicas de higiene como limpeza nasal, limpeza das mãos e banhos;
  • realizar o acompanhamento pediátrico periódico.

Sobre o Pequeno Príncipe

O Pequeno Príncipe, maior hospital exclusivamente pediátrico do Brasil, é uma instituição filantrópica, sem fins lucrativos, que oferece assistência hospitalar há mais de 100 anos para crianças e adolescentes de todo o país. Possibilita desde consultas até tratamentos complexos, como transplantes de rim, fígado, coração, ossos e medula óssea. Oferece atendimento em 35 especialidades, com equipes multiprofissionais e realiza 60% deles via Sistema Único de Saúde (SUS). Em 2021, mesmo com as restrições impostas pela pandemia de coronavírus, foram realizados 200 mil atendimentos e 14,7 mil cirurgias que beneficiaram pacientes do Brasil inteiro.

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui