Estudante de 16 anos é o único ouro do Paraná na Olimpíada Brasileira de Biologia

Ele é um dos 25 convocados do Brasil para participar das seletivas para as olimpíadas internacionais

Estudante de 16 anos é o único ouro do Paraná na Olimpíada Brasileira de Biologiaúnico estudante do Paraná medalhista de ouro na Olimpíada Brasileira de Biologia (OBB) tem 16 anos e está na 2ª série do Ensino Médio (EM) no Colégio do Bosque Mananciais, de Curitiba. Breno Taques Mussi Endres foi um dos 25 brasileiros que conquistaram ouro e, em função disso, foi convocado pelo Instituto Butantan, organizador da OBB, para participar das seletivas para as olimpíadas internacional e ibero americana de biologia. As aulas de treinamento para as seletivas começaram nesta terça-feira (17) de forma on-line, para os estudantes classificados, e duram toda a semana. “É uma experiência única poder participar dessas aulas com os professores do Butantan e conhecer a estrutura de pesquisa e os laboratórios de lá”, disse Breno.

A medalha de ouro na OBB foi conquistada pelo aluno após enfrentar mais de 100 mil estudantes que participaram da 1ª fase desta que foi a XVIII OBB e, depois, 5194 que fizeram a fase 2. Desses, apenas 362 foram aprovados para a fase final, dos quais sete do Paraná e apenas Breno de Curitiba. O resultado final, com a medalha de ouro do estudante, foi divulgado na última sexta-feira (13), já com a convocação para as seletivas internacionais. “Essa classificação é resultado do esforço próprio do Breno e também do foco que procuramos dar, dentro do colégio, ao desenvolvimento científico incentivando pesquisas e atividades práticas além do que está proposto nos livros”, explica o professor de Ciências e de Biologia da Unidade Bosque do Colégio onde Breno estuda, Marcelo Falcão.

Aluno – Breno conquistou a medalha de ouro na Olimpíada Brasileira após um histórico de destaques em diversas olimpíadas do conhecimento. Desde o 5º ano o estudante já conquistou dezenas de destaques em olimpíadas, em especial voltadas à área de matemática. “Sempre gostei de biológicas também, mas foi uma surpresa ficar entre os medalhistas de ouro”, comentou. Em 2018, Breno conseguiu um feito parecido e foi o único ouro de escolas particulares do Paraná na Olimpíada Brasileira de Matemática (Obmep). Também foram apenas 25 medalhistas de ouro do Brasil, que foram condecorados em um evento em Salvador (BA). Desde então, o estudante é convidado a participar do Programa de Iniciação Científica (PIC), do MInistério da Educação, e dos Pólos de Treinamento Intensivo em Matemática (POTI), em parceria com a Universidade Federal do Paraná (UFPR), dos quais faz parte até hoje.

Estudante de 16 anos é o único ouro do Paraná na Olimpíada Brasileira de Biologia
fotos de Breno no laboratório de Ciências e fazendo o treinamento para as internacionais com os professores do Instituto Butantan.

Internacionais de Biologia – A capacitação virtual dos estudantes é feita por uma equipe de pesquisadores e educadores do Instituto Butantan e convidados. Os participantes capacitados serão avaliados e classificados para as Olimpíadas Internacionais por provas virtuais (teórico/prática) compostas por questões de múltipla-escolha elaboradas pela equipe Butantan. Quatro estudantes (do primeiro ao quarto classificados na seletiva da XVIII OBB) serão selecionados para representar o Brasil na XXXIII IBO (olimpíada internacional), que ocorrerá entre 10 e 18 de julho, organizada pela Armênia (ibo2022.org). Quatro estudantes (do quinto ao oitavo classificados na seletiva) serão selecionados para representar o Brasil na íbero americana (XVI OIAB), que ocorrerá virtualmente, organizada pelo Peru, na primeira quinzena de setembro. O resultado das seletivas será divulgado na próxima semana.

Sobre a OBB: https://olimpiadasdebiologia.butantan.gov.br/

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui