Crocodilo cantor, suspense, comédia romântica e série brasileira nos destaques da semana

Reese Witherspoon e Ashton Kutcher estão de volta ao mundo das comédias românticas em ‘Na Sua Casa ou Na Minha’? que estreia na Netflix; no Star+, série brasileira protagonizada por Felipe Camargo coloca homem sem fé para questionar seu dom divino; e no HBO Max, duas estreias agitam o fim de semana: ‘Morte Morte Morte’ é slasher para geração Z e ‘Lilo, Lilo Crocodilo’ traz crocodilo cantor com voz de Shawn Mendes em musical para toda a família.

Confira a coluna da semana em vídeo

Na Sua Casa Ou Na Minha? (Netflix)

Trailer: https://youtu.be/Q5-XfpY4rWQ 

Reese Witherspoon e Ashton Kutcher estão de volta ao mundo das comédias românticas em Na Sua Casa ou Na Minha? que chega esta semana na Netflix.

Depois de uma amizade de mais de 20 anos que começou como um casinho, dois grandes amigos amigos entediados com a vida que levam decidem trocar de casa por uma semana: ele vai para a casa dela em Los Angeles e ela entra na rotina dele em Nova York. Mas a troca vai acabar despertando sentimentos adormecidos há décadas e a amizade poderá acabar virando algo mais.

 

Santo Maldito (Star+)

Trailer: https://youtu.be/DtN4oPp4_mk 

Um professor de cursinho entra em crise existencial em Santo Maldito, nova produção nacional que chega esta semana no Star+.

Na série, Felipe Camargo “salva” sem querer a própria esposa de um estado vegetativo e acaba filmado por um fiel de uma pequena igreja da periferia. Quando todos passam a achar que ele é capaz de produzir milagres, um pastor oferece tudo o que tem para que o professor pregue aos seus fiéis, acreditando estar diante de um homem com poder divino. Mas entre se tornar um líder religioso que na verdade não acredita em Deus e ter sua verdadeira fé abalada, ele vai conhecer muito mais do que imagina.

 

Morte Morte Morte (HBO Max)

Trailer: https://youtu.be/x_MqwWuK4Z8 

Um grupo de amigos ricos se isola para uma festa durante um furacão em uma mansão remota. Entediados, eles decidem jogar “Morte Morte Morte”, um jogo no estilo detetive onde alguém morre de mentira e os demais precisam descobrir quem é o assassino. Mas quando a luz acaba e um deles morre de verdade, a suspeita se espalha: qualquer um pode ser o assassino e qualquer um pode ser a próxima vítima. E a brincadeira acaba virando um jogo mortal, especialmente quando verdades vêm à tona e traições são expostas.

Com a exceção do namorado de uma das garotas, todos ali têm cerca de 20 anos e vivem para as redes sociais. E agora é justamente o celular que poderá salvar suas vidas.

 

Lilo, Lilo Crocodilo (HBO Max)

Trailer: https://youtu.be/r-lFdfK0tAs 

O que você faria se, ao se mudar para uma casa nova, descobrisse que ela abriga um crocodilo? E pior (ou melhor): este crocodilo ama cantar, sonha em ser um artista, mas morre de medo de se apresentar em público.

Com essa premissa pouco comum, Lilo, Lilo Crocodilo aborda temas como medo e a tolerância quando o adolescente da família faz amizade com o crocodilo e a parceria entre os dois irá ajudar o garoto a enfrentar a vida na nova cidade. Com seu ar bondoso, Lilo (voz original do cantor Shawn Mendes) acaba mudando a vida de todos e parando no caminho de um simpático empresário e artista boa praça que pretende expor o crocodilo cantor ao mundo e torná-lo uma verdadeira atração do showbiz norte-americano.

 

Para conferir a lista completa dos lançamentos desta semana acesse o Pausa Dramática

 

Flávio Jayme é jornalista (site Pausa Dramática e perfil @pausadramatica) com mais de 15 anos de experiência em jornalismo cultural. Autor de diversos livros, é crítico de cinema, fã de cultura pop e antenado nas últimas novidades do entretenimento no mundo das séries, filmes, música e literatura.

 

Destaque da Semana

LBV de Curitiba promove o seu Arraial da Boa Vontade

No dia 13 de julho (sábado), das 13h às...

Inverno caliente no Taco El Pancho

Com as temperaturas em baixa, comidinhas que unem sabor...

Cândido de julho destaca a trajetória de Cassandra Rios

Renegada pela crítica e pela Ditadura, a autora deixou...

Artigos Relacionados

Destaque do Editor

Mais artigos do autor