Economista discute os impactos da guerra no Oriente Médio no mercado de transporte de passageiros no sul do Brasil

Roberto Dumas fala sobre os impactos que o setor deve esperar no médio e longo prazo no maior evento de transporte no sul do Brasil

transport, tourism, road trip and equipment concept – travel bus interior and seats

O conflito entre Israel e o Hamas pode ter impactos significativos na atividade econômica global, uma vez que a região do Oriente Médio é estratégica para o mercado internacional. Para esclarecer como esse conflito impacta empresas do setor de transporte de passageiros, o economista Roberto Dumas apresenta no evento “Tendências 2024”, promovido pela Federação das Empresas de Transporte de Passageiros dos Estados do Paraná e Santa Catarina (FEPASC), um panorama do mercado para empresários e diretores do segmento.

Nesse encontro, Dumas também abordará sobre como os desdobramentos entre Ucrânia e Rússia e o cenário econômico de países como Estados Unidos e China influenciam a economia do setor. “Toda informação relacionada à economia é perecível, pois variáveis podem surgir a qualquer momento e alterar o curso das atividades globais. No entanto, os empresários do setor devem compreender as interações das variáveis macroeconômicas em seus negócios, como cada movimento afeta o preço do petróleo, os custos de combustível, o consumo e a renda dos trabalhadores”, destaca o economista.

O especialista antecipa o cenário do petróleo com a guerra entre Israel e Hamas. “Na última semana, o mercado foi cauteloso em fazer qualquer mudança no preço do barril, mas quando o conflito se agravou e outros países do Oriente Médio passaram a fazer parte da disputa, o preço começou a subir, e as expectativas apontam para um crescimento de até 10%”, destaca.

Israel é também um país com alto desenvolvimento de tecnologia. Sua relação com os Estados Unidos envolve uma grande troca de insumos, produtos e mão de obra. ‘A importação de tecnologia e equipamentos certamente será impactada em termos de preços e disponibilidade. Esses fatores devem ser considerados na previsão orçamentária das empresas, para que no próximo ano as surpresas tenham menos impacto nas finanças’, acrescenta Roberto Dumas.

O Brasil é um país que sofre grande influência das atividades globais, tanto por seu grande mercado de exportação, como pela importação de produtos. “No pós pandemia o mercado de transporte de passageiros passa por um período de recuperação. Viagens que foram canceladas voltaram para o planejamento há menos de um ano. E com todas essas movimentações, o setor precisa estar preparado para que essa recuperação seja mais rápida e com crescimento exponencial”, afirma Felipe Gulin, presidente da FEPASC.

A escolha do economista para trazer o panorama do mercado para 2024 faz parte do projeto da Federação em auxiliar os empresários no momento de previsão orçamentária, que acontece no mês de outubro. Além de Dumas, estão confirmados nomes de peso do setor como: Felipe Busnardo Gulin, presidente FEPASC; Angelo Gulin, diretor da Auto Viação Redentor e Setransp; Estefano Boiko Jr., vice-presidente das empresas do Grupo GBS, que integra a Viação Garcia, Brasil Sul, Princesa do Ivaí, Viação Ouro Branco e Londrisul; Emerson Imbronizio, sócio da Rimatur Transportes; Gustavo Rodrigues, diretor-presidente Grupo JCA; Jefferson da Costa Silva, gerente sênior de vendas da Mercedes-Benz Brasil; e Marcus Vinícius S. Golçalves, sócio da KPMG.

O evento acontece no Castelo do Batel, em Curitiba (PR), no dia 25 de outubro de 2023. As inscrições para o “Tendências 2024” podem ser realizadas por e-mail, no endereço: tendencias@fepasc.org.br.

Serviço:

Evento Tendências 2024

Organizador: Federação das Empresas de Transporte de Passageiros dos Estados do Paraná e Santa Catarina (FEPASC)

Local: Castelo do Batel (Av. do Batel, 1323 – Batel 81.290-000 Curitiba – PR)

Horário: das 13h30 às 18h50

Inscrições: https://www.nova.fepasc.org.br/ / tendencias@fepasc.org.br

 

Destaque da Semana

Gestão de frotas: Tudo o que você precisa saber para modernizar a sua

A gestão de frotas é a base para empresas...

TCP entrega 94 títulos de inscrição de embarcações para moradores da região da Baía de Paranaguá

Iniciativa teve origem em reuniões periódicas realizadas com comunidades...

O que o consumo de carboidratos tem a ver com o refluxo? Ciência investiga

Em estudo nos EUA, participantes que reduziram a ingestão...

Opinião – Um debate desastroso e a dúvida Biden

João Alfredo Lopes Nyegray* Com a proximidade das eleições presidenciais...

Artigos Relacionados

Destaque do Editor

Mais artigos do autor