HOME Geral Casa e Imóveis 5 ideias criativas para aproveitamento inteligente dos espaços de casa

5 ideias criativas para aproveitamento inteligente dos espaços de casa

Dica: a marcenaria foi uma grande aliada da arquiteta Júlia Guadix para criar as soluções necessárias para cada um dos projetos que realizou

Na área social deste apartamento, a sala de estar e home office da moradora compartilham a mesma área, mas foram devidamente ‘separados’ pelo projeto de arquitetura de interiores realizado pela arquiteta Júlia Guadix | Projeto: Studio Guadix |Foto: Guilherme Pucci

Espaço insuficiente para armazenamento, a inserção de ambientes ou funções que até então não caberiam na planta baixa… Esses são alguns dos dilemas que os moradores enfrentam e, por isso, o profissional de arquitetura entra em cena com soluções inteligentes para resolver as demandas. “Sei que cada questão resolvida no projeto impacta diretamente no bem-estar e no conforto de quem viverá no imóvel”, afirma a arquiteta Júlia Guadix, à frente do seu escritório Studio Guadix.

 

De acordo com ela, o primeiro passo não tem segredo: tudo decorre do envolvimento que estabelece com o morador para conhecer sua personalidade, rotina de vida, estilo e preferências. E sua habilidade criativa vem acompanhada de uma grande parceira na arquitetura de interiores: a marcenaria planejada.

Acompanhe 5 situações trabalhadas pela profissional:

Cabeceira com múltiplas funções

Um dormitório para descansar e trabalhar: a face da cabeceira se interliga com uma outra estrutura idealizada pela arquiteta Júlia Guadix: a bancada com gavetas que a moradora utiliza tanto como penteadeira, como o espaço para suas atividades home office | Projeto: Studio Guadix |Foto: Guilherme Pucci

Móveis multifuncionais são excelentes opções para a otimização dos espaços. Sofás que se convertem em camas, mesas expansíveis e estantes bem pensadas são exemplos de peças que oferecem o que é necessário sem comprometer a comodidade. Com uma área compacta no dormitório de sua cliente, Júlia encontrou na marcenaria da cama o caminho para abranger duas demandas importantes: uma penteadeira e o home office. Entre o vão da cabeceira e a parede, ela adicionou uma bancada com 45 cm de profundidade e 75 cm de altura. Complementada por dois gaveteiros em cada lateral, os momentos de autocuidado são acionados com a abertura do vão central onde estão os itens pessoais e o espelho.

Lavanderia dentro do armário

Conectada com a cozinha, nesse projeto a área de serviço só aparece quando o morador desejar. Para deixá-la compacta e discreta, a arquiteta Júlia Guadix colocou o ambiente dentro de armário e o resultado não poderia ser mais eficiente | Projeto: Studio Guadix |Foto: Guilherme Pucci

Nos imóveis novos, a área de serviço residencial sofreu algumas mudanças: nos studios, deixaram de existir e foram ‘substituídas’ pelas lavanderias compartilhadas nos condomínios. Em plantas compactas, aparecem com medidas reduzidas, estão aparentes e conectadas com a cozinha.

Mas isso não quer dizer que a área de serviço precisa ficar à vista de todos: nesse projeto realizado pela arquiteta, o ambiente surgiu em uma nova roupagem. Ao lado da bancada com o tanque em inox, o armário incorporou a máquina lava e seca, um cabideiro para as roupas passadas e um espaço para os itens de limpeza e outros acessórios.

Cloffice 

Sem espaço para construir um home office para a moradora, a solução trazida pela arquiteta Júlia Guadix foi o ‘cloffice’, com a estrutura do escritório inserida dentro do guarda-roupa planejado | Projeto: Studio Guadix |Foto: Guilherme Pucci

A verticalização do espaço é uma estratégia eficaz em ambientes compactos. A utilização inteligente de paredes para instalação de prateleiras, nichos e armários aumentam as possibilidades dentro de um ambiente.

 

Assim como uma gaveta que abre e fecha, um ambiente pode surgir e ser guardado depois. Essa é ideia do cloffice, solução em que o home office está anexado dentro do armário, trazida pela arquiteta dentro do quarto da moradora. Para realizar o desejo de ter o escritório para chamar de seu, embora não houvesse outro ambiente disponível, a continuidade da marcenaria do guarda-roupa deu a ela um espaço perfeito e que não ficou com nada a dever com outros escritórios em casa.

Muito pelo contrário: nosso projeto concedeu uma bancada confortável, gaveteiros soltos e algumas prateleiras que decoram o seu ambiente. Ao terminar as atividades, basta fechar para ter o dormitório sossegado, sem vista para o trabalho”, explica a profissional. “Inclusive, este conceito pode ser utilizado em qualquer cômodo do projeto”, complementa.

Assento com armazenamento

A sala de jantar tem o banco que, além de ampliar o número de assentos, é empregado como espaço de armazenamento. No projeto realizado pela arquiteta Júlia Guadix para esse apto pequeno, ele se encontra com o rack da TV, que também dispõe de mais um vão para guardar os objetos dos moradores | Projeto: Studio Guadix |Foto: Guilherme Pucci

Na impossibilidade de implementar um volume expressivo de armários, móveis e prateleiras estrategicamente posicionadas contribuem para evitar a sensação de aperto e desorganização. Elemento chave na organização da área social do apartamento 70m², a profissional realizou uma marcenaria em ‘L’: na sala de estar faz as vezes de rack e, no jantar, o banco baú proporcionou um vão bastante útil para armazenamento. “Logo na entrada, ainda conseguimos incluir uma porta de correr na marcenaria para camuflar a sapateira que organiza os sapatos que estão em uso”, acrescenta.

Divisória inteligente

Divisórias inteligentes cooperam com a amplitude dos ambientes, como também entregam privacidade nas horas desejadas. Nesse projeto, a arquiteta Júlia Guadix instalou as portas mimetizadas para separar a sala de estar do dormitório | Projeto: Studio Guadix |Foto: Guilherme Pucci

Por último, o uso de divisórias ajuda a delimitar áreas sem bloquear, mantendo a sensação de continuidade. Nesse apartamento, essa foi a saída encontrada pela arquiteta Júlia Guadix para conferir a privacidade do morador quando recebe visitas na sala de estar. Quando está sozinho em casa, sentado em seu home office, ele desfruta da amplitude visual ao recolher as três folhas de portas que recobrem o vão de 4 m. “Para o funcionamento, o trilho fica no teto, fixado diretamente na laje de concreto, e no piso temos apenas um pino guia”, finaliza Júlia.

Av. Dr. Cardoso de Melo, 291, São Paulo – SP

(11) 94537 – 0101

www.studioguadix.com

Instagram: @studioguadix

SEM COMENTÁRIOS

Sair da versão mobile