Reunião em Maringá debate temas da saúde e atuação dos biomédicos

Auditório Hélio Moreira vai receber representantes do CRBM6, CRESEMS-PR, COSEMS-PR, das prefeituras de Maringá, Mandaguaçu e Paranacity e da sociedade civil organizada para debate sobre saúde e atuação dos biomédicos
Auditório Hélio Moreira vai receber representantes do CRBM6, CRESEMS-PR, COSEMS-PR, das prefeituras de Maringá, Mandaguaçu e Paranacity e da sociedade civil organizada para debate sobre saúde e atuação dos biomédicos

O Conselho Regional de Biomedicina do Paraná 6ª Região (CRBM6) e autoridades públicas de Maringá, Mandaguaçu e Paranacity vão se reunir para debater temas relacionados à saúde e à atuação dos biomédicos nesses municípios e regiões vizinhas. O encontro será nesta sexta-feira, 1º de março, às 9h, no Auditório Hélio Moreira [Av. XV de Novembro, 701, Centro, Maringá]. A entrada é gratuita e a sociedade civil organizada também é convidada a participar.

Cerca de 80 profissionais – entre acadêmicos de biomedicina, professores, coordenadores do curso superior, membros do sindicato e delegados regionais – já confirmaram presença. Entre os assuntos que serão discutidos estão a inclusão do cargo de biomédico nos concursos públicos – conforme determina a Lei nº 21.356, de 3 de janeiro de 2023 – a ampliação das vagas de trabalho deste profissional de saúde para melhorar o atendimento à população e os diferentes campos de atuação.

“Existem mais de 5 mil biomédicos formados do Paraná, que atuam em mais de 30 áreas da saúde como acupuntura, análises clínica e ambiental, banco de sangue, biologia molecular, estética, genética, imagenologia, microbiologia de alimentos, parasitologia, perfusão, reprodução humana, sanitarista, saúde pública, toxicologia, virologia, entre outras”, explica o presidente do CRBM6, Thiago Massuda.

“Com diálogo e trabalho, faremos mais reuniões como essa em diferentes regiões do Estado para estreitar os contatos com as autoridades públicas e mostrar como os biomédicos podem ajudar os paranaenses nos serviços de saúde”, complementa.

Atuação e procura

O CRBM6 tem a sede em Curitiba e delegacias regionais em Campo Mourão, Cascavel, Foz do Iguaçu, Londrina, Maringá, União da Vitória, Guarapuava, Umuarama, Guaíra e Ponta Grossa. A autarquia federal que tem jurisdição no Paraná regula, orienta e fiscaliza a atividade profissional em defesa da coletividade.

Nos últimos anos, a entidade obteve diversas conquistas para a categoria – como a norma que inclui o biomédico nos quadros públicos do Paraná – e realizou 673 ações de fiscalizações em 53 municípios de diferentes regiões do Estado.

“Esse trabalho atesta que os biomédicos e as empresas vistoriadas agem dentro da lei e cumprem as normas legais estipuladas. Para a sociedade, os benefícios envolvem a qualidade dos serviços prestados e a certeza de que as regras são exigidas, verificadas e cumpridas”, conta Daiane Pereira Camacho, vice-presidente do CRBM6.

A graduação de biomedicina é uma das mais procuradas atualmente em todo Brasil. No Paraná, os cursos são ofertados em mais de 50 instituições de ensino superior espalhadas por Curitiba, Londrina, Maringá, Cascavel, Ponta Grossa, Campo Mourão, Apucarana, Foz do Iguaçu, Araucária, Guarapuava, Ivaiporã e Assis Chateaubriand.

Nomes confirmados

Entre os nomes já confirmados para a reunião de amanhã (1º de março) em Maringá estão Thiago Massuda e Daiane Pereira Camacho, respectivamente presidente e vice-presidente do CRBM6, e outros diretores da entidade.

Também vão participar os secretários municipais de Saúde de Maringá, Mandaguaçu e Paranacity Clóvis Augusto de Melo, Isabela Marques Saes Cesar – que também é presidente do Conselho Regional das Secretarias Municipais de Saúde (CRESEMS) – e Adriano Oliveira Santos Bulhões, que também é membro do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Paraná (COSEMS-PR).

Anderson Pereira do Amaral, atual delegado regional do CRBM6 em Maringá; Fernanda Paini Leite, que será empossada como a nova delegada regional do CRBM6 em Maringá; Talitha Fernandes Stefanello, biomédica aprovada no Concurso da Prefeitura de Maringá; Sara Macente Boni, conselheira do CRBM6 e pró-reitora de ensino da UniCesumar; e Ana Paula Biadola, conselheira do CRBM6 e coordenadora do curso de biomedicina da Uningá também participam das discussões.

Por fim, Aline Ávila Brustolin, doutora em Ciências da Saúde e coordenadora do curso de biomedicina da Unifamma; Caio Bellini e Larissa Ciupa, representantes do Sindicato dos Biomédicos do Paraná (Sinbiepar-PR); professores e acadêmicos da UniCesumar, Uningá, UEM e Unifamma e outros profissionais biomédicos completam o quadro da reunião.


Sobre o CRBM6

O Conselho Regional de Biomedicina do Paraná 6ª Região (CRBM6) é uma Autarquia Federal com jurisdição no Estado do Paraná.

A entidade é formada por mais de 5.000 profissionais. A sede fica em Curitiba e as delegacias regionais estão em Campo Mourão, Cascavel, Foz do Iguaçu, Londrina, Maringá, União da Vitória, Guarapuava, Umuarama, Guaíra e Ponta Grossa.

Os biomédicos atuam em mais de 30 atividades ligadas à saúde tais como acupuntura, análises clínica e ambiental, bromatológicas [avalia a qualidade dos alimentos], auditoria, banco de sangue, biofísica, biologia molecular, bioquímica, citologia oncótica, embriologia, estética, farmacologia, fisiologia, genética, hematologia, histologia, imunologia, imagenologia, informática da saúde, microbiologia, microbiologia de alimentos, monitoramento neurofisiológico transoperatório, parasitologia, patologia, perfusão, psicobiologia, radiologia, reprodução humana, sanitarista, saúde pública, toxicologia, virologia e outras áreas.

Crédito da foto
Prefeitura Municipal de Maringá