HOME + Mais Negócios Valorização do metro quadrado de galpões logísticos atingiu 40% em 2023

Valorização do metro quadrado de galpões logísticos atingiu 40% em 2023

Sort Investimentos, empresa especializada no setor no Brasil, registrou aumento de 20% nas negociações de venda e aluguel no ano passado.  A taxa de vacância, que corresponde ao total da área não locada, é de apenas 4%. Já a rentabilidade do aluguel está entre 0,7% a 1,2%, variando entre armazéns novos ou usados. 

O setor de e-commerces no Brasil segue em expansão e em 2023 deve faturar R$ 185,7 bilhões (os números finais ainda não foram divulgados), podendo chegar até R$ 232.51,  bilhões em 2026, segundo levantamento da NielsenIQEbit. Como a maior velocidade nas entregas tem sido fator relevante na competitividade dos marketplaces, a busca por galpões logísticos segue em alta e impulsiona a valorização imobiliária que,  em 2023, foi de 40%, além de estímulo aos investidores, de acordo com dados da Sort Investimentos, especializada em mercado imobiliário industrial no país.

O estudo feito pela empresa revela também que, em 2022, o valor do metro quadrado de galpão logístico  era de R$ 23 a R$ 30 e agora está entre R$ 28 e R$35. A taxa de vacância, que corresponde ao total da área não locada, é de apenas 4%. Já a rentabilidade do aluguel está entre 0,7% a 1,2%. O valor de negociações de venda e aluguel em 2023 foi 20% maior que em 2022. 

Atualmente, a Sort Investimentos possui mais de R$ 3,5 bilhões em ativos e 553 mil metros quadrados disponíveis em galpões logísticos de alto padrão, em condomínios fechado com sistema de segurança e anti-incêndio. 

“O setor de e-commerce já vinha em crescente ascensão antes da pandemia, mas no período de lockdown o consumidor se acostumou com uma nova forma de compra. Além disso, com a introdução do PIX e dos bancos digitais, o setor segue em ritmo acelerado. Os números positivos das compras pela internet impactam diretamente na valorização imobiliária dos galpões logísticos, que está em torno de 40% este ano. Regiões próximas a portos e aeroportos são as mais procuradas e por isso apresentam desempenho superior”, comenta o especialista em mercado imobiliário, Renato Monteiro, CEO da Sort Investimentos.

Segundo ele,  no Brasil as regiões Sul e Nordeste se destacam pela demanda reprimida desse tipo de imóvel, com destaque para o Sull pela quantidade de portos e aeroportos, em Santa Catarina, estado de maior atuação da Sort Investimentos, as cidades de Itajaí, Navegantes, Itapoá e Garuva são os principais polos logísticos e por isso há maior demanda por galpões. Já no Paraná, o destaque fica com São José dos Pinhais, na Grande Curitiba. 

SEM COMENTÁRIOS

Sair da versão mobile