Início Geral Casa e Imóveis Alta no mercado imobiliário gera oportunidades de investimento em imóveis de Curitiba

Alta no mercado imobiliário gera oportunidades de investimento em imóveis de Curitiba

Alta no mercado imobiliário gera oportunidades de investimento em imóveis de Curitiba
Freepik
Alta no mercado imobiliário gera oportunidades de investimento em imóveis de Curitiba
Freepik

Números do Inpespar revelam aumento no ticket médio residencial comparado ao mesmo período de 2023; 70,6% dos imóveis foram negociados pelo financiamento

Os dados do Instituto Paranaense de Pesquisa e Desenvolvimento do Mercado Imobiliário e Condominial (Inpespar) refletem o comportamento do mercado e apresentam um cenário positivo para investidores que buscam oportunidades na cidade. De acordo com os números, em janeiro de 2023, o ticket médio das vendas era de R$ 374 mil. Já em janeiro de 2024, o valor passou a ser de R$ 412 mil, um crescimento relevante para o período.

“O mercado se movimenta de acordo com a lei de oferta e procura. Neste momento, a procura está alta. Isso, consequentemente, eleva o preço dos imóveis ofertados. Para contextualização, em Curitiba, dos 686 mil imóveis existentes, quase 60 mil estão disponíveis para venda. Isso representa 8,7% do mercado”, explica Luciano Tomazini, presidente do Inpespar e vice-presidente de Economia e Estatística do Secovi-PR.

Na análise de formas de pagamento, em janeiro, o financiamento representou 70,6% dos negócios fechados. O índice ficou acima do maior resultado de 2023, registrado no mês de julho, com 70,4%. Para Josue Pedro de Souza, vice-presidente de Lançamentos e Comercialização Imobiliária do Secovi-PR, os dados revelam que o mercado opera em alto patamar, com crédito disponível para os compradores.

“O momento é vantajoso principalmente para os que pretendem investir em imóveis. A velocidade de locação está alta e, hoje, a rentabilidade é maior do que 10%, devido ao aumento do ticket médio dos imóveis. Assim, os que adquirem espaços para disponibilizar para locação podem lucrar no comparativo à valorização do imóvel”, pontua Souza. No último levantamento, a inadimplência se manteve em baixa, com 1,4%.

Ainda de acordo com a pesquisa, o índice de Vendas de Usados Sobre Oferta (VUSO) foi de 3,6%, resultado equivalente ao mesmo mês de 2023, que registrou 3,4%. “Diversos índices do Inpespar apontam para a manutenção da alta no mercado imobiliário. O VUSO, a valorização dos imóveis e a alta procura no início de ano nos trazem um cenário de expectativas positivas para 2024”, pontua Tomazini.

Bairros mais procurados – As regiões mais buscadas variam de acordo com a finalidade do imóvel, o perfil dos compradores e o orçamento disponível. Em janeiro, com todas essas variações, o Centro permanece como o bairro mais buscado na cidade, com uma representação de 8,5% da procura. Portão (5,1%), Boqueirão (4,5%) e Pinheirinho (4,5%) compõem a lista de regiões com mais negociações. Destaque ainda para Água Verde (4%), CIC (4%), Cristo Rei (4%) e Sítio Cercado (4%).

SEM COMENTÁRIOS

Sair da versão mobile