Santander mobiliza R$ 7 milhões às vítimas do RS e amplia ações de apoio

Diante da calamidade que atinge a maioria dos municípios do Rio Grande do Sul, o Santander vem atuando para ampliar a mobilização de sua estrutura corporativa em apoio a clientes, funcionários e comunidades. Além da readequação de prazos e condições para produtos de crédito, até o momento o Banco já mobilizou, entre recursos próprios e doações de colaboradores e clientes, cerca de R$ 7 milhões.

Este montante está sendo direcionado a ações destinadas a amenizar os impactos das chuvas para a população. Uma parte dos recursos foi doada por funcionários e dobrada pela instituição, conforme anunciado na criação do Instituto Santander, um fundo de ajuda humanitária que permanece aberto para receber doações. Outra parcela corresponde ao aporte feito pelo Santander à Febraban, em conjunto com outros bancos.

“Estamos mais próximos do que nunca dos nossos colaboradores e clientes do Rio Grande do Sul, dada a catástrofe que se abateu sobre o Estado, e entendemos que a calamidade diz respeito a todos nós, brasileiros. Por isso mesmo, é necessário um esforço coletivo para apoiar a população e a reconstrução das áreas atingidas pelas chuvas”, afirma o CEO do Santander Brasil, Mario Leão.

O Banco também adotou medidas tendo como foco seus funcionários no Estado, como a antecipação de 13º salário, férias e abono de ponto eletrônico. Além disso, o Santander tem atuado para identificar os colaboradores mais afetados pelas chuvas, e está apoiando diretamente aqueles que foram impactados. Nos próximos dias, haverá o envio de itens básicos para estas famílias. Os prestadores de serviços também estão recebendo doações e serão assistidos da mesma forma via Instituto Santander.

Ao lado de suas empresas coligadas, como SX Negócios, Getnet e Zurich Santander, a instituição está realizando campanhas de arrecadação de artigos de primeira necessidade para atuar em prol da comunidade. Mais de 47 toneladas entre roupas, alimentos e bens de primeira necessidade foram mobilizados pela comunidade Santander e já chegaram à região.

A mobilização será mantida enquanto perdurar a fase mais crítica desta calamidade, e os recursos arrecadados também serão utilizados na fase posterior, para apoiar o retorno das pessoas às suas casas e a reconstrução do Rio Grande do Sul.

Confira abaixo, ou no site https://www.santander.com.br/apoio, as condições oferecidas aos clientes do Estado:

PESSOA FÍSICA

  • Crédito Pessoal:redução em até 20% nas taxas de juros, com até 40 dias para pagar a primeira parcela. O dinheiro é creditado na hora via app Santander;
  • Cartão de Crédito:prazo de parcelamento de fatura de cartões de crédito ampliado de 12 para 24 vezes, com desconto de 50% na taxa. Os limites dos cartões serão mantidos no mês de maio. Clientes com atraso de 7 a 30 dias podem renegociar em até 24 vezes com redução de 50% na taxa;
  • Antecipação FGTS:caso tenha saldo no FGTS e adesão ao saque aniversário é possível contratar diretamente no app Santander;
  • Crédito Imobiliário:possibilidade de postergar as próximas duas parcelas, com os juros acrescidos ao saldo devedor (não aplicável quando o FGTS é utilizado para pagamento ou se restam apenas duas parcelas);
  • Limites de conta:limites de cheque especial não sofrerão redução no mês de maio;
  • Renegociação:pelo app ou no site santander.com.br/renegociacao uma renegociação com prazo de até 120 vezes e até 60 dias para pagar a primeira parcela;
  • Clientes em atraso:não serão feitas ações de cobrança e negativação no mês de maio;
  • Clientes da Santander Financiamentos:a próxima parcela pode ser prorrogada por até 60 dias e o contrato pode ser estendido em até 20%. Clientes com parcelas em atraso podem renegociar com carência de até 60 dias para voltar a pagar;
  • Seguros: prioridade no acionamento dos sinistros e pagamento de indenizações. As parcelas de seguros de vida, acidentes pessoais e residencial com vencimento entre fevereiro e maio foram postergadas para 31 de maio.
  • Consórcio: A parcela de consórcio com cota não contemplada pode ser postergada (sem elegibilidade em assembleias durante o período sem pagamento), com os juros diluídos nas demaisparcela

PEQUENAS EMPRESAS (MEI/MICROEMPRESAS)

  • Capital de Giro:até 59 dias para pagar a primeira parcela. O dinheiro é creditado na hora via app Santander;
  • Cartão de Crédito:ampliação o prazo de parcelamento de fatura de cartões de 12 para 24 vezes, com desconto de 50% na taxa;
  • Limites de conta:limites de cheque especial não sofrerão redução no mês de maio;
  • Renegociação:pelo app ou no site santander.com.br/renegociacao uma renegociação com até 60 dias para pagar a primeira parcela;
  • Clientes em atraso:não serão feitas ações de cobrança e negativação no mês de maio;
  • Clientes da Santander Financiamentos:empresas com financiamento auto ou boleto parcelado podem prorrogar a próxima parcela em até 60 dias e estender o contrato em até 20%. Créditos em atraso podem ser renegociados com carência de até 60 dias;
  • Tarifas:isenção de tarifa do pacote de serviços de conta corrente no mês de maio;
  • Seguros: as parcelas dos seguros Vida PJ, Patrimonial e Empresa com vencimento entre fevereiro e maio foram postergadas para 31 de maio. Prioridade no acionamento dos sinistros e pagamento de indenizações.
  • Consórcio: A parcela de consórcio com cota não contemplada pode ser postergada (sem elegibilidade em assembleias durante o período sem pagamento), com os juros diluídos nas demaisparcelas.

MÉDIA, GRANDES EMPRESAS E CLIENTES AGRO

  • Os especialistas Santander estão contatando os clientes para avaliar condições especiais de apoio de acordo com o porte e tipo de negócio.