terça-feira, 16 julho 2024
12 C
Curitiba

Na raça, Rio Branco busca empate contra o Foz no último minuto e segue na briga pela liderança

Meia Fernando Gabriel cobra o pênalti que decretou o empate em Foz. Foto: Léo Binhara/RBSC

Jogando fora de casa, Leão saiu atrás no marcador e empatou a partida por 2×2 aos 52 minutos do segundo tempo

Em um jogo movimentado, com direito a 4 gols, pênalti defendido pelo goleiro e muita emoção até o final, o Rio Branco empatou em 2×2 neste domingo (16/06) fora de casa contra o Foz do Iguaçu e segue na briga pela liderança da segundona do Campeonato Paranaense. O Leão saiu atrás no marcador, mas foi à luta e arrancou o empate nos descontos do árbitro, aos 52 minutos do segundo tempo. Devido às circunstâncias, o resultado foi muito comemorado por diretoria, jogadores e comissão técnica. O alvirrubro soma agora 16 pontos na classificação, faltando duas rodadas para o final da 1ª fase do campeonato.

O jogo

Jogando em casa e precisando do resultado para se afastar da zona de rebaixamento, o Foz procurou mais o jogo no primeiro tempo, mas a primeira boa chance de gol foi do Rio Branco. Aos 13 minutos, o atacante Caio Vieira recebeu na entrada da área e bateu forte, por cima do gol do Foz. Aos 19 minutos, o time da fronteira teve a chance de abrir o placar através um pênalti cobrado pelo centroavante Romário. O goleiro do Leão, Filipe, fez uma linda defesa, encaixando a bola e mantendo o placar fechado. Aos 39, o lateral Victor Luiz fez boa jogada pela esquerda e bateu cruzado para abrir o marcador: Foz 1×0.

Buscando reforçar o poder ofensivo do time, o técnico do Rio Branco, Fahel Júnior, fez três alterações no intervalo. O meia Elvis deu lugar a Gabriel Mello, o atacante Brinquedo saiu para a entrada de Saci, e o centroavante Caio Vieira cedeu seu lugar ao recém-contratado Lúcio Maranhão. O Leão melhorou em campo mas quem marcou novamente foi o Foz. Aos 19 minutos, Alex Oliveira escapou pela direita e chutou bem colocado para ampliar o placar. Com 2×0 para o adversário, o Rio Branco partiu para o ataque. Dois minutos após sofrer o segundo gol, o Leão diminuiu a diferença com um gol do atacante Saci, aproveitando um bate-rebate na área: 1×2. Na base da raça, o alvirrubro partiu para cima em busca do empate. Já nos acréscimos, aos 52 minutos do segundo tempo, o zagueiro Thyller chutou o atacante Saci dentro da área e o árbitro marcou pênalti.  Fernando Gabriel, que também entrou no segundo tempo, cobrou com perfeição para empatar o jogo: Foz 2×2 Rio Branco.

Substituições mudaram a história do jogo

Para o técnico do Rio Branco, Fahel Junior, as mudanças que foram feitas no intervalo e no decorrer do segundo tempo foram fundamentais para o Leão retomar o bom futebol e chegar ao empate. “Hoje o nosso primeiro tempo foi aquém do normal. Eles perderam um pênalti e ainda fizeram um gol. No segundo tempo nós tomamos o segundo gol no começo, mas com as substituições que fizemos, os atletas que entraram deram um gás novo, trouxeram mais intensidade ao time, com uma participação maior nossa dentro da área. No final das contas, o empate ficou justo até pelo que nós apresentamos no segundo tempo e criamos em termos de posse de bola e de sermos mais agressivos. Somamos um ponto importante para a classificação”, afirma.

Autor do gol de empate, o meia Fernando Gabriel comemorou não só o resultado, mas também o seu primeiro gol com a camisa do Leão e o retorno aos gramados. “Foi meu primeiro gol com a camisa do Rio Branco, eu que vim de uma lesão, estava fora, mas a todo tempo ajudando fora de campo o professor Fahel. E hoje eu fui feliz, entrei no jogo, tive a oportunidade de bater o pênalti e fazer o gol. O que valeu hoje foi a luta, a entrega. A gente não fez um jogo que estava acostumado, mas faz parte. O importante é que a gente está lá em cima na classificação, na briga pela liderança”, destacou o jogador.

Valeu pela determinação, destaca Amaral

Muito emocionado após o jogo, o Executivo de Futebol do Rio Branco, Marcos Amaral, comemorou o resultado que manteve o Leão na liderança do campeonato. “Que jogo! Uma emoção única, estou realmente muito feliz. Hoje a partida foi complicada, mas valeu pela garra, pela determinação. Realmente os jogadores são verdadeiros leões. Cada jogo vai ser uma decisão, estarei sempre presente, e nós vamos seguir forte rumo à elite do futebol paranaense”, destacou Amaral.

No próximo final de semana, o Rio Branco joga novamente fora de casa. A partida contra o Nacional, válida pela 8ª e penúltima rodada da 1ª fase, será realizado no sábado (22/06), às 16h, em Campo Mourão.

Destaque da Semana

Instituto Buko Kaesemodel comemora 17 anos de atuação e inaugura nova sede

O Instituto Buko Kaesemodel (IBK) completa 17 anos de...

Fondue será estrela de eventos no Restaurante Maria Eugênia

Mais do que um prato, o fondue é um...

Confira as atrações de férias no Shopping Crystal

As férias de inverno chegaram e as operações do...

Palladium lança campanha de inverno com conchas exclusivas de brinde

Conjunto de talheres faz parte da campanha colecionável O Palladium...

Artigos Relacionados

Destaque do Editor

Popular Categories