Tecnologia FTTa entrega velocidade da internet contratada em 100%

Fibra óptica
dedicada, chamadas de FTTa, garantem velocidade total

Diversos usuários se perguntam por que a
internet fica tão lenta nos horários em que mais precisam usá-la. Normalmente, entre
18h e 00h, a internet compartilhada fica muito mais lenta do que a velocidade
indicada pela operadora contratada. Devido à estrutura do modelo compartilhado,
o fluxo começa a se diluir entre os vários assinantes (usuários) conectados nas
mesmas fibras.
Porém, ainda que não muito divulgado, já
é possível usufruir de toda a velocidade de banda contratada. Isso é viável
caso a residência utilize fibra óptica dedicada, chamadas de FTTa. Nesse modelo,
há uma fibra exclusiva para cada cliente e a rede nunca fica lenta ou caindo.
Mas, para isso, alguns acessórios são necessários. Na estrutura FTTa, os cabos
ópticos devem estar instalados em cada andar da residência. Segundo Carina
Bitencourt, diretora de marketing e qualidade da Fibracem, empresa que atua no
segmento de fibra óptica, a caixa FTTa permite o uso das fibras no modelo
dedicado e compartilhado, com fácil instalação e manutenção para os técnicos. “Além
da velocidade, outra vantagem para os clientes é que o técnico não precisa cortar
a internet do andar inteiro enquanto executa a tarefa, as bandejas individuais
permitem que cada apartamento seja tratado de forma independente dos demais”,
declara.
Além do melhor desempenho, as fibras
trazem outros benefícios. Por não transmitirem energia elétrica, são mais
seguras e não sofrem com interferências eletromagnéticas (sem imagem ruim ou
quedas de sinal quando começa a chover, por exemplo), além de dimensões
reduzidas que ocupam menos espaço na tubulação das casas e apartamentos. “O
produto é leve, discreto e com baixo custo, feito de plástico com aditivos antichamas e antifumaça, ideal
para o conforto e segurança nos condomínios de apartamentos”, finaliza Bitencourt.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.