Ciclomobilidade é destaque do IV Fórum Internacional iCities

De objeto de lazer a instrumento de transformação da sociedade. Cada vez mais a bicicleta ganha espaço nas cidades e vai além de uma opção de recreação, para se tornar também um meio de transporte. O tema será colocado em pauta na palestra do cicloativista e assessor da coordenação de mobilidade urbana da Secretaria Municipal de Trânsito, Jorge Brand, o Goura, durante o IV Fórum Internacional iCities. O evento tem como tema as soluções aplicadas nas smart cities, com foco na discussão de problemas atuais e futuros das cidades, trazendo debates, tendência e estudos de caso de soluções inovadoras.
Durante os últimos 60 anos, quando se tratava de debates sobre mobilidade urbana, a prioridade eram os veículos rápidos, mas, hoje, a ciclomobilidade ganha atenção do poder público e figura nas discussões. “Cada vez mais, diante da crescente frota de carros, as pessoas estão despertando para uma nova visão e percebendo que a bicicleta é um objeto de mudança muito potente nas cidades”, afirma Goura. Quando a bike se torna um modal, os bens coletivos, como saúde pública, meio ambiente e segurança, se sobressaem, proporcionando benefícios para a sociedade como um todo. “É preciso priorizar o coletivo sobre o individual e o não motorizado sobre o motorizado”, destaca.
A ciclomobilidade ganha espaço nas cidades e uma iniciativa inédita dá fôlego ao debate. O memorando de entendimento (MOU), assinado entre a prefeitura de Curitiba, Universidades, iCities e IBQP, irá promover uma série de projetos ligados a ciclomobilidade, entre eles novas vias, paraciclos e bikesharing. Para Roberto Marcelino, cofundador, organizador do Fórum Internacional iCities e que também participa do projeto, a bicicleta é agente de transformação cultural. “O respeito deve ser praticado por ambas as partes, quem pedala sabe que deve respeitar as leis de trânsito e quem dirige precisa aprender a respeitar aquele que está pedalando”, explica. O publicitário e cofundador do iCities, André Telles, complementa: “A somatória da inovação com a economia colaborativa, mobilidade elétrica mais a integração dos modais será o futuro da mobilidade urbana nas cidades inteligentes.” 
Entre as iniciativas propostas no MOU para o trabalho conjunto entre o iCities, IBQP, Universidades, Prefeitura de Curitiba e Universidade de Twente, são: 
1. Destinar um espaço e horas de trabalho conjunto com os pesquisadores em formato de LIVING LAB no centro de inovação IBQP/iCities.
2. Promover debates e workshops entre as diversas instituições que apoiam os temas ligados a ciclomobilidade, contando com o apoio do ecossistema de startups da cidade de Curitiba.
3. Criar programas educacionais e capacitação de pessoas que possam promover os benefícios do uso da bicicleta tanto para o meio ambiente como para a saúde das pessoas.
O fórum será realizado dia 3 de dezembro, no Salão de Atos do Parque Barigui, em Curitiba. O local, emblemático na capital por simbolizar sustentabilidade, receberá palestras e debates com o tema de smart cities, além de investidores de startups com vocação para soluções urbanas. 
Serviço
IV Fórum Internacional iCities
Data: 03/12 (quinta-feira)
Horário: 8h às 19h
Local: Salão de Atos do Parque Barigui Alameda Ecologica Burle Marx, s/n
Santo Inácio – Curitiba – PR

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.