Família imperial japonesa visita a Bienal de Curitiba no Museu Oscar Niemeyer

O filho do imperador do Japão, Príncipe Akishino, segundo na linha de sucessão do trono, está no Brasil junto com a esposa, Princesa Kiko, para comemorar os 120 anos de amizade Brasil-Japão. Entre as dez cidades que serão visitadas por eles, hoje (30) foi o dia de Curitiba – e a visita, às 18h, foi no Museu Oscar Niemeyer, onde foram prestigiar a Bienal Internacional de Curitiba.
Na sala principal do Museu está a obra “Haruka – Defragmentation / MON” da artista japonesa Yumi Kori, A obra consiste em instalações que revisam as relações entre o indivíduo e o tempo-espaço ao seu redor.
“Yumi Kori usa as sombras para desgastar a arquitetura, aplainar suas asperezas. Para a artista-arquiteta, é o jogo entre luz e sombra que fornece o ritmo da passagem do tempo, de modo mais importante do que a passagem dos espaços”, comenta Teixeira Coelho, curador geral da Bienal de Curitiba, sobre a artista e a obra. “Vê na luz o meio que permite ao homem transcender os limites do mundo quantificável na direção de um mundo sensual, necessário ao equilíbrio da vida e que existe normalmente nos limiares inferiores da consciência”, conclui o curador. 
A visita dos herdeiros é um marco para os 1,9 milhão de japoneses e descendentes que moram no país. A última vez que a família imperial esteve no Brasil foi há sete anos atrás.
Sobre a artista
Yumi Kori é uma artista e arquiteta japonesa que mora em Nova Iorque e Tóquio. Ela trabalha com o contexto do espaço e transforma isto em outro espaço usando luz, som e cenários arquitetônicos. Suas instalações convidam os visitantes a andar pelo espaço. A audiência experimenta o espaço alterado pelos seus corpos e sentidos. Logo, o visitante descobre novas dimensões espaciais e temporais escondidas no espaço já existente. Projetos já foram realizados em espaço público, ruínas, prédios abandonados e museus por todo o mundo, incluindo Nova Iorque, Seattle, Washington DC, Berlim, Basel, São Paulo e Tóquio. Junto com seus projetos arquitetônicos, Kori também já criou numerosos projetos artísticos.
Sobre a Bienal
A Bienal Internacional de Curitiba completa 22 anos em 2015 e se consolida como um dos eventos mais importantes do circuito mundial. Nesta edição, a Bienal prioriza a arte que vai para as ruas, com ações que não se restringem aos museus, centros culturais e galerias, mas que ganham o espaço urbano. Tem curadoria geral do crítico de arte Teixeira Coelho e acontece na capital paranaense entre os dias 3 de outubro e 6 de dezembro com obras de artistas dos cinco continentes em mais de 100 espaços da cidade. Toda a programação é gratuita, exceto pelas exposições no Museu Oscar Niemeyer que segue as tarifas do museu (R$ 9 e R$4,50).
Publicações
Com o início do evento, o guia com a programação da Bienal será distribuído nos espaços expositivos e em diversos pontos da cidade. O site oficial também incluirá toda a programação e as informações gerais. Os catálogos da Bienal Internacional de Curitiba e do Festival de Cinema contêm informações detalhadas de todos os artistas e obras e poderão ser adquiridos a partir de outubro. O guia e o catálogo da Bienal são editados pela Arte e Letra.
Patrocínio
O Ministério da Cultura apresenta a Bienal Internacional de Curitiba 2015, realizada por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura (Lei Rouanet). Esta edição também conta com o patrocínio master da UEG Araucária e patrocínio do BNDES, Petrobras, Sanepar, Scania e BRDE. Tem copatrocínio da Barigui Financeira, Sesi FIEP, Monreal Construtora e Pátio Batel. Tem o apoio da APAP-PR e o apoio internacional da Fundação Japão, Consulado Geral do Japão, Embaixada da Argentina, Consulado da Argentina, Instituto Goethe, Prefeitura de Columbus, Prefeitura de Cracóvia, Embaixada da Itália, Consulado Geral da Itália, Instituto Italiano de Cultura, Centro Cultural Coreano no Brasil e Consulado Geral da República da Coréia, Embaixada do México e Embaixada da Suécia.
Promoção
A Bienal é uma promoção da RPC TV e do jornal Gazeta do Povo.
Serviço
Bienal Internacional de Curitiba 2015
Data: 3 de outubro a 6 de dezembro
Local: Museu Oscar Niemeyer
Redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram e Youtube
Dani Brito

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.