A importância do cálcio para a mulher nas várias fases de sua vida1

É comum a mulher se preocupar com seu consumo de cálcio apenas quando está próxima da menopausa2. Mas, na verdade, ter atenção com a quantidade do mineral ingerido e com a sua absorção adequada pelo organismo, desde muito cedo, trará benefícios para a vida toda, pois isso ajuda a evitar o desgaste e a perda de massa óssea3.

Estudos mostram que a ingestão adequada de cálcio durante a infância e adolescência é essencial para o desenvolvimento da saúde óssea. É na adolescência que se ganha a maior parte da massa óssea que teremos na idade adulta e esse mineral é essencial para conseguir um esqueleto forte. No geral, o pico do ganho ósseo é atingido entre 20 e 25 anos4. Um corpo adulto contém aproximadamente entre 1.000 g e 1.500 g de cálcio, quantidade esta que depende do gênero, raça e tamanho do corpo. Desse total, 99% são responsáveis pela rigidez do esqueleto5.

Maturidade óssea

A partir dos 30 anos, a atenção com esse nutriente ganha ainda mais relevância, pois é quando há uma perda diária considerável de cálcio, por meio da pele, cabelo, unhas, suor, urina e secreções digestivas, em quantidades que vão de 4 a 8 ml/dia, dependendo da atividade física e de outros constituintes da dieta, tais como o sódio6.

Um consumo adequado de cálcio na juventude pode ajudar no aumento da massa óssea e, com isso, diminuir o risco de desenvolver osteoporose. “Atualmente, o estilo de vida da mulher jovem moderna a deixa cada vez mais exposta ao desenvolvimento precoce da osteoporose. Dietas de restrição calóricas, que cortam produtos lácteos da rotina, terão impacto direto na qualidade de vida dessa mulher no futuro, uma vez que o leite e os laticínios não gordurosos são as principais fontes de cálcio”, explica o Dr. Luciano de Melo Pompei, ginecologista e obstetra.

Estudos mostram que, há mais de 20 anos, estão sendo reduzidos os laticínios e que 68% das mulheres não recebem quantidade suficiente de cálcio em sua alimentação. O abuso do cigarro e a ingestão excessiva de álcool e refrigerantes também são fatores preocupantes para a retenção do mineral. O dia a dia corrido e a falta de tempo para a prática de esportes também não refletirão positivamente na saúde óssea das mulheres7.

Com a chegada da terceira idade, o cálcio passa a ser um dos principais micronutrientes que devem fazer parte da dieta diária da mulher, pois é quando há risco do aparecimento de doenças como a osteoporose e fraturas8. A baixa presença desse mineral no organismo também pode comprometer outras funções vitais, por isso a importância de manter a ingestão de cálcio nas quantidades recomendadas.

Segundo relatório da Organização Mundial de Saúde, de 28% a 35% dos indivíduos com mais de 65 anos sofrem com quedas, esse número fica entre 32% e 42% a partir dos 70 anos9.

Ossos fortes a vida toda…

Uma alimentação rica em leite, iogurte, soja, tofu e vegetais verdes escuros, como brócolis, couve, espinafre e escarola, é o caminho para manter o esqueleto rígido ao longo da vida. Os médicos recomendam 800 a 1000 mg de cálcio por dia. Para se ter uma ideia, uma xícara de leite integral tem 300 mg de cálcio, já meia xícara de tofu pode conter entre 200 e 434 mg, enquanto meia xícara de purê de batata doce fornece 44 mg. Em casos de baixa ingestão os suplementos podem auxiliar na adequação do estado nutricional.

OS-CAL®

OS-CAL® 500 + D (carbonato de cálcio + colecalciferol) é um medicamento indicado como complemento das necessidades orgânicas de cálcio, contendo vitamina D, que auxilia na absorção de cálcio. É indicado também na prevenção e no tratamento da osteoporose.

Informações Resumidas do Produto: OS-CALâ 500 + D (carbonato de cálcio 500mg + colecalciferol (vit. D)). INDICAÇÕES: OS-CAL 500 + D é um suplemento mineral e vitamínico indicado na prevenção ou no tratamento auxiliar na desmineralização óssea pré e pós menopausal. MS nº: 1.1300.0981. Data de Revisão: 17/03/2014. Para informações mais detalhadas recomenda-se a leitura da bula completa.

SE PERSISTIREM OS SINTOMAS O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.

“OS-CAL 500 + D É UM MEDICAMENTO. SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE O MÉDICO E O FARMACÊUTICO. LEIA A BULA”

 

Sobre o Osteoclube

Mais do que uma ferramenta à disposição de todos os que convivem direta ou indiretamente com a osteoporose, o site Osteoclube busca informar e conscientizar a população acerca da importância dos cuidados com a saúde óssea, oferecendo um conteúdo atualizado e útil tanto para pacientes e cuidadores como para profissionais de saúde. Para saber mais, acessehttp://www.osteoclube.com.br.

 

Referências:

1-8 WALLACE, L. S.; BALLARD, J. E. Lifetime physicalactivity and calcium intake related to bone density in young women. Journal Women’s Health Gender Medicine, Larchmont, v. 11, p. 389-398, 2002.

9 Relatório Global da OMS sobre a prevenção de quedas na velhice

 

Sobre a Sanofi

Presente no Brasil há mais de 50 anos, a subsidiária é uma das maiores filiais do Grupo Sanofi e uma das mais importantes operações nos chamados mercados emergentes. Com mais de 5.400 colaboradores, é a maior corporação farmacêutica do mercado brasileiro, conta com um amplo portfólio de produtos além de uma sólida plataforma industrial no País.

Para saber mais, visite www.sanofi.com.br

<danielle.vieira@starbrands.com.br>

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.