Alfabetização: Operários da construção civil recebem o primeiro diploma

formatura web
 

Cerca de 20 funcionários da MRV Engenharia receberam nesta semana o certificado de conclusão de curso do programa Escola Nota 10, promovido pela construtora por um programa de valorização dos funcionários. Além da alfabetização, também foram entregues certificados do curso de inclusão digital.

Os operários frequentaram as aulas ministradas por professores do Sesi, em uma sala montada dentro do canteiro de obras, no horário do expediente. Eles foram aprovados no teste de equivalência aos quatro primeiros anos do ensino fundamental, junto à Secretaria Municipal de Educação.

“Se mais empresas tivessem programas como este, certamente estaríamos conseguindo diminuir o índice de analfabetismo.”, destacou a secretária de educação de Curitiba, Roberlayne Roballo, que realizou a entrega dos diplomas aos formandos. Segundo ela, apesar do município ser considerado território livre do analfabetismo, ainda há cerca de 28 mil pessoas nesta condição. “Para nós este ainda é um número alto, então precisamos trabalhar em conjunto, poder público e setores privados, em prol do cidadão para mudarmos a história de nossa cidade, do estado e do país”, frisou.

José Carlos de Goes, 57 anos, pedreiro, foi um dos operários que recebeu os dois certificados. “Vou continuar estudando. Tenho vontade de chegar até a faculdade”, frisou. Ele agradeceu a oportunidade que a empresa deu aos funcionários e ainda aproveitou para incentivar os demais colegas a frequentar as aulas. “Não tive oportunidade antes, mas quem sabe, se eu tivesse começado a trabalhar antes na MRV, hoje eu poderia estar trabalhando aqui como um engenheiro”, comparou.

Adilson Ferreira, gestor regional de obras MRV, contou que, nestes últimos quatro anos mais de 2 mil operários frequentaram o programa de alfabetização, nas 116 escolas montadas nas obras da MRV em todo o país. “Educação é muito importante para a vida de todos. Há diversos casos de pessoas que frequentaram as aulas e, após isso, conseguiram evoluir em suas carreiras dentro da empresa”, disse.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.