Cerca de 2 milhões de pessoas já passaram pelo Litoral do Paraná

Cerca de 2 milhões de pessoas já passaram pelo Litoral paranaense desde o dia 23 de dezembro, quando foi lançada a operação Verão Paraná 2015/2016. Com a operação, que segue até o Carnaval, em 10 de fevereiro, o Governo do Estado intensificou as ações nas áreas da segurança pública, saúde, meio ambiente, saneamento, energia e turismo para melhor atender os moradores e veranistas que aproveitam a temporada no litoral paranaense.

Entre os dias 23 de dezembro e 3 de janeiro, o Corpo de Bombeiros fez 358 salvamentos e 319 resgates de banhistas nas praias. Também foram registrados 39 afogamentos e duas mortes. Os bombeiros estão distribuindo pulseirinhas para facilitar a identificação de crianças que se perdem dos familiares. No período, 156 crianças que estavam perdidas foram encontradas.

Nos primeiros dez dias da Verão Paraná, a Polícia Militar prendeu 109 pessoas e apreendeu 11 adolescentes nos municípios de Guaratuba, Matinhos e Pontal do Paraná. Entre os dias 23 de dezembro e 3 de janeiro, foram registrados 207 crimes de perturbação do sossego e da tranquilidade e foram apreendidos duas armas, 58 comprimidos de êxtase, além de quantidades menores de crack, cocaína e maconha. Também houve a aplicação de 1.062 notificações de trânsito e 19 acidentes envolvendo veículos na área urbana foram contabilizados no período.

Ainda na área de segurança, a Polícia Civil registrou 398 boletins de ocorrência entre os dias 23 e 31 de dezembro, além de lavrar 45 termos circunstanciados e instaurar 20 inquéritos. A Polícia Civil também foi responsável pela apreensão de armas e drogas nos municípios de Guaratuba, Matinhos, Pontal do Paraná, Morretes, Antonina e Paranaguá.

LIMPEZA – Outra preocupação do governo estadual é com a saneabilidade das areias das praias e das trilhas do litoral do Estado. De 23 a 31 de dezembro, a Sanepar, que é responsável pelo serviço, recolheu das praias de Matinhos, Pontal do Paraná e Guaratuba mais de 179 toneladas de resíduos sólidos.

O serviço de retirada do lixo está sendo feito em 61 quilômetros de faixa litorânea. Cerca de 155 pessoas foram contratadas no litoral e outros 300 empregos indiretos devem ser gerados com as atividades de limpeza até 14 de fevereiro, quando as atividades se encerram.

Além da limpeza das praias, a Sanepar instalou 60 duchas para banho em pontos de maior movimento de veranistas nas praias de Guaratuba, Matinhos e Pontal do Paraná. A chuveirada é gratuita e faz parte do projeto Chuá, que busca reduzir o consumo de água tratada e dar conforto aos banhistas. Os chuveiros funcionam diariamente das 9h às 19h.

ABASTECIMENTO – O abastecimento de água durante a temporada 2016 está ocorrendo normalmente, mas a Sanepar orienta que seja evitado o desperdício de água tratada. Uma das maiores preocupações é com o horário de pico, das 10h às 18h. Neste período, a recomendação é que a água seja utilizada prioritariamente para o preparo dos alimentos. Os banhos, neste horário, devem ser curtos. Outra dica é ter instalada a caixa-d’água correspondente ao tamanho do imóvel.

Os veranistas que precisarem de atendimento podem ir até a Central de Relacionamento da Sanepar mais próxima ou entrar em contato pelo telefone 0800 200 0115.

SAÚDE – Para melhorar o atendimento na área da saúde, a operação Verão Paraná fortaleceu a retaguarda de atendimento de urgência e emergência no litoral. O Estado repassou R$ 2,5 milhões diretamente às prefeituras da região para a contratação temporária de profissionais de saúde para reforçar as escalas de médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem dos hospitais e unidades de saúde dos municípios litorâneos.

Nos hospitais administrados pelo governo estadual, o atendimento é intenso. Entre os dias 18 de dezembro e 3 de janeiro, o Hospital Regional do Litoral, localizado em Paranaguá, registrou 1.854 atendimentos ambulatoriais e 678 internamentos. Já, o Hospital Nossa Senhora dos Navegantes, em Matinhos, contabilizou 1.770 consultas e 313 internamentos entre 18 e 27 de dezembro.

Além do atendimento hospitalar, as ações na área também incluem deslocamento de helicóptero, ambulâncias, equipamentos e medicamentos para dar suporte aos principais hospitais e prontos socorros da região.

<aen@secs.pr.gov.br>

Moradores e turistas que estão nas cidades do Litoral do Paraná podem contribuir para que não ocorra desabastecimento de água durante a temporada de verão. A recomendação da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) é para que a população priorize o uso da água para higiene e o preparo de alimentos. Foto: ANPr
Moradores e turistas que estão nas cidades do Litoral do Paraná podem contribuir para que não ocorra desabastecimento de água durante a temporada de verão. A recomendação da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) é para que a população priorize o uso da água para higiene e o preparo de alimentos.
Foto: ANPr

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.