Escolha certeira de peças ou produtos coringas auxiliam quando o assunto é decoração rápida

Em um momento econômico onde os gastos estão cada vez mais controlados, chegou a hora de se reinventar. Dentre as pessoas que estão buscando soluções para não abrirem mão de pequenas satisfações estão aquelas que não conseguem deixar de lado a vontade de mudar a decoração da casa.

Atentas a esse novo modo de consumir, mais moderado e ágil, as lojas também se adaptam ao atual perfil consumidor. “Percebemos que temos que estar preparados para atender os clientes que vão investir em produtos coringas, e é nosso dever orientá-los para que pequenas mudanças, em peças pontuais, realmente façam grande diferença na hora de atualizar a decoração de ambientes”, comenta João Juchem, presidente da Base, uma associação de lojas voltadas ao segmento de arquitetura e decoração.

O primeiro passo para realizar uma pequena mudança na decoração é ter em mente o estilo que se quer seguir, além de atenção aos detalhes da decoração original. Para Joana D’Arc Brugnolo Jacoski, proprietária das lojas Artesanal Mais e Green House, é importante pensar nas composições. “Respeitamos o que já cliente possui, fazemos uma pesquisa sobre seu gosto, o que lhe faz feliz, e só depois disso buscamos peças que entrem em harmonia com o espaço, sua personalidade e com o que ficará mantido quando o ambiente for repaginado”, pontua.

Outra estratégia para a decoração rápida é o uso de itens coringa, como mexer nas paredes, que permitem um leque de alternativas, desde receber uma nova pintura, papel de parede e até mesmo investir em obras a serem penduradas. Para Janaína Bueno, gerente comercial da Pintura & Cia, o papel de parede é capaz de transformar qualquer ambiente. “A famosa frase “o menos é mais” sempre funciona”, comenta. Tapete, cortina e mobiliário solto são peças queridinhas na hora de uma troca rápida. Para Ramilto Barbosa Lima Junior, proprietário da Marili Decor se for possível ter o acompanhamento de um especialista na hora das mudanças, melhor. “Os profissionais vão orientar de forma adequada para que as novas peças harmonizem bem com itens preexistentes”.

Pensando ainda em peças-chaves, o uso do mármore pode servir de truque na hora de recriar o espaço, por ser atemporal e durável. “O mais bacana do mármore é que ele nunca sai de moda e está sempre se reinventando. Um exemplo disso é o mármore Travertino, um material usado desde a antiguidade e que cai bem com qualquer tipo de ambiente”, conta Mariana Ventura, da Melo Store.

Mexer na iluminação também pode dar um efeito totalmente novo a um espaço sem grandes investimentos. Para Vanessa Vanessa Giacometti, designer de interiores e lighting designer, e proprietária da SPOT Lighting, abajures colunas e pendentes, renovam a decoração sem maiores reformas. “Produtos como lustres de cristais e abajures são peças que sofisticam o ambiente, destacando ainda mais a decoração”, comenta.

Pequenas alterações também podem ser feitas em móveis planejados. Segundo Talissa Scarpin, designer de interiores da Marel, é importante fazer uma análise do que já se possui, considerando o estilo e cores de mobiliário, para não contrastar tanto os novos produtos com o ambiente original. “Nada impede que mesmo na repaginação do ambiente original algumas peças/produtos tenham uma função mais marcante, como por exemplo, uma peça de design assinado, uma cor que esteja em alta ou até mesmo um mobiliário estilizado”, comenta Scarpin.

Além de fazer adaptações para tornar o ambiente mais bonito, prático e funcional, deve-se considerar outro componente da decoração: o conforto. O quarto, espaço de descanso e aconchego, pode receber cores claras e espelhos para ampliação do ambiente. Até mesmo mudar a pintura da cabeceira ou aproveitar a oportunidade para trocar o colchão pode fazer a diferença. João Juchem, que também é proprietário da Personale Colchões, aconselha: “Recomendamos normalmente colchões com características de conforto intermediário ou macio, uma vez que o firme não acomoda tão bem os contornos do nosso corpo”.

Em época de se reinventar, criatividade e escolha de peças coringas são os diferenciais para quem não quer abrir mão de renovar a decoração de casa. (redacao4@aprimecomunicacao.com.br)

image001 image002 image003 image004

fotos Marcelo Stammer e Daniela Buzzi

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.