Pesquisa com idosos ingleses indica o melhor horário para se vacinar contra a gripe

Clovis Cechinel, geriatra do Frischmann Aisengart, debate o estudo

Uma pesquisa britânica publicada em 25 de abril na revista científica Vaccine mostrou que a probabilidade de imunização eficaz contra gripe é maior se a vacina for aplicada de manhã, em comparação com o período da tarde. O estudo foi feito na Universidade de Birmingham, entre 2011 e 2013, com 276 idosos vacinados contra três tipos (cepas) de vírus da gripe. Um grupo foi vacinado pela manhã, entre 9h e 11h, e outro à tarde, entre 15h e 17h.

Na imunização com duas dessas cepas, as pessoas com mais de 65 anos que foram vacinadas de manhã tiveram, um mês depois, um aumento significativamente maior na concentração de anticorpos, em comparação com aquelas que receberam a vacina à tarde. Já no terceiro tipo de vírus, não houve diferença significativa entre os dois turnos.

Clovis Cechinel, geriatra do Laboratório Frischmann Aisengart, explica que o fato de existirem flutuações na qualidade da resposta do sistema imunológico ao longo do dia já era conhecido. A novidade da pesquisa inglesa foi verificar se essas variações se estenderiam também à quantidade de anticorpos produzidos. “Acho que a mensagem mais importante a se tirar deste estudo é que as vacinas contra a gripe efetivamente funcionam, independentemente da hora do dia em que são aplicadas. Mas se o paciente puder fazer a aplicação pela manhã, melhor”, comenta o médico.

O geriatra também pondera que é possível, por exemplo, que o conselho de que a vacinação seja feita pela manhã reduza o número de doses administradas e, assim, diminua a proteção contra a gripe e a cobertura vacinal da população, ao invés de aumentá-la. Por isso, Cechinel reforça que são necessárias mais investigações para determinar se as estratégias de vacinação no período da manhã reduziriam também a incidência das pessoas infectadas pelo vírus da gripe, antes de proposições de qualquer tipo de mudança na vacinação.

De acordo com a pesquisa, a gripe é responsável por 250 mil a 500 mil mortes todo ano no mundo. E os idosos são os mais afetados, uma vez que a idade avançada faz diminuir a capacidade de o corpo produzir anticorpos adequados após a vacinação. “Uma quantidade significativa de recursos é usada todo ano para tentar prevenir a gripe em idosos, mas menos da metade das aplicações de vacina gera anticorpos suficientes para que eles fiquem totalmente protegidos”, alerta Cechinel.

A equipe da Universidade de Birmingham vai fazer uma investigação em larga escala para verificar se a estratégia de vacinação pela manhã pode beneficiar também idosos que têm diabetes, doenças hepáticas e renais, que prejudicam a imunidade. Os estudiosos também vão pesquisar se a estratégia é eficaz para a vacina pneumocócica, que protege contra a pneumonia e é recomendada no Reino Unido a todas as pessoas com 65 anos ou mais.

Fonte: “Morning vaccination enhances antibody response over afternoon vaccination: a cluster-randomised trial,” Vaccine, DOI: 10.1016/j.vaccine.2016.04.032

Sobre o Laboratório Frischmann Aisengart

O Laboratório Frischmann Aisengart tem mais 70 anos e é considerado uma referência para o segmento de medicina diagnóstica. Possui mais de 600 colaboradores e mais de 30 unidades no Paraná. São mais de três mil tipos de exames de análises clínicas, soluções diferenciadas e alto padrão de atendimento, além do serviço de vacinas. Para mais informações: www.labfa.com.br ou (41) 4004-0103.  Siga o Laboratório Frischmann Aisengart nas redes sociais: Blog – blog.labfa.com.br; Facebook – facebook.com/laboratorio.fa.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.