Bem-vindo a Joinville

A cidade é um dos 18 destinos de Santa Catarina a receber o revezamento da Tocha Olímpica em julho

Por Walquíria Henriques

unnamed

Museu da Imigração. Crédito: Rodolfo Vilela


Arquitetura germânica, gastronomia com influência de várias culturas, patrimônio histórico-cultural valorizado e atrativos rurais em uma cidade com vocação para a indústria. Tudo isso pode ser encontrado em Joinville, o município mais populoso de Santa Catarina com cerca de 530 mil habitantes, e localizado no norte do estado.

O patrimônio histórico da cidade se apresenta também no Pórtico e Moinho da Rua XV – no Mercado Público – em estilo germânico que tem oferta também de acarajé e tapioca; o Museu Nacional da Imigração e Colonização e o Mirante de Joinville, de onde se avista toda a cidade e a baia Babitonga.  No quesito cultura, o Instituto Internacional Juarez Machado é a pedida para se apreciar obras do artista plástico e de outros artistas do país.


Na zona rural, a produção de flores, no empreendimento Agrícola da Ilha – propriedade da Família Ango -, são exemplos de produção associada que enriquece o turismo local.  Uma parada na Casa Kruger, considerada o portal do turismo ecorural em Joinville e um exemplar do estilo enxaimel (estrutura de madeira preenchida com tijolos sem utilização de pregos), vai deixar o visitante bem informado sobre os atrativos das estradas Dona Francisca e Bonita, que faz jus ao nome. As duas dão acesso a propriedades rurais onde se pode apreciar pratos da mais representativa cozinha joinvilense com sabores das cozinhas germânica, portuguesa, italiana misturados com a influência indígena e africana. Duas fábricas para a produção de vinho e cerveja, instaladas em Joinville, completam os cardápios.

No rol de passeio imperdíveis destaca-se a Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, única no mundo a adotar o método de ensino da instituição russa famosa mundialmente. Atrativos mais pitorescos são o Museu do Ferro de Passar, com modelos garimpados em dezenas de países e o Museu da Bicicleta, com uma extensa coleção de modelos raros e exclusivos que fazem a cronologia da história do veículo. A Estação de Passageiros lembra os tempos em que o trem era o principal meio de transporte no país.

Estação Ferroviária. Crédito: Rodolfo Vilela

É neste cenário que a tocha olímpica chega para pernoitar nesta quarta-feira (13) depois de passar nas também catarinenses Massaranduba, Jaraguá do Sul e São Francisco do Sul.  Joinville é também um dos destinos selecionados para participar da Press Trip do Revezamento da Tocha Olímpica, projeto do Ministério do Turismo cujo objetivo é dar visibilidade aos destinos brasileiros neste momento de celebração com os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.

INVESTIMENTOS – Santa Catarina já foi beneficiada com cerca de R$ 386 milhões do Ministério do Turismo em projetos de estruturação e desenvolvimento dos atrativos locais. Destes, R$ 6,5 milhões foram destinos a obras de infraestrutura turística em Joinville. Recursos empregados, por exemplo, na revitalização do mercado municipal, sinalização turística, reforma no Complexo Turístico da Expoville, entre outros.  <ascom@turismo.gov.br>

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.