Fotógrafo Brunno Covello lança livro inspirado na saga dos haitianos

A obra “Rekòmanse – outras faces, outras histórias” traz retratos do povo do Haiti em busca de um recomeço, seja em sua terra natal ou no Brasil

A esperança de dias melhores – ou de um “rekòmanse”, como dizem os haitianos, em crioulo – traz expectativas, sonhos, frustrações e, claro, coragem para recomeçar. É este mix de emoções que compõe o livro de fotografias do artista Brunno Covello. Inspirado pela trajetória dos haitianos que buscam uma vida nova em terras brasileiras, o fotógrafo imergiu na realidade deste povo.

As imagens do livro “Rekòmanse – outras faces, outras histórias” retratam o dia a dia dos haitianos, tanto em Curitiba, para onde muitos migraram, quanto em sua terra natal, no Haiti. Foram mais de 19 mil cliques, dos quais resultaram as duzentas fotografias criteriosamente selecionadas para a obra.

Ao longo das inúmeras sessões de fotografia, Covello integrou-se ao universo de seus personagens, a ponto de retratá-los em sua verdadeira essência. Conseguiu isso, no entanto, sem restringir-se ao sofrimento deste povo, mas com foco em suas histórias, raízes, força e fé arrebatadoras.

Hoje, estima-se que Curitiba (PR) e região metropolitana sejam o lar de mais de 8 mil haitianos, que migraram em busca de trabalho e de sustento. Muitos destes chegam ao Brasil sem saber ao menos o básico da Língua Portuguesa, sem segurança, sem contatos; mas com a coragem de lutar por um futuro melhor.

O evento conta com a apresentação do cantor haitiano Berthony Pierre, além de quitutes típicos feitos pelos haitianos que estarão à venda.

Sobre o autor
Brunno Covello, 32 anos, é filho do também fotógrafo profissional Júlio Covello e da arquiteta Teresa Elvira Gomes de Oliveira (in memoriam), que auxiliou o processo de regularização fundiária em Curitiba (PR), durante mais de 30 anos.

O primeiro contato do autor com os haitianos foi em 2014, quando foi escalado para fazer uma reportagem sobre xenofobia e agressões no ambiente de trabalho. Foi um episódio que mudou sua vida e o impulsionou a retratar a realidade daqueles que havia aprendido a admirar.

SERVIÇO

Exposição e lançamento do livro “Rekòmanse – outras faces, outras histórias” de Brunno Covello
Data: 21 de fevereiro a 26 de março
Local: Museu da Fotografia Cidade de Curitiba, Solar do Barão | Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 533 – Centro
Horário: terça a sexta-feira, das 9h às 12h e das 14h às 18h; sábado e domingo, das 12h às 18h.
Informações: (41) 3321-3260
Entrada gratuita

Incentivo
CAIXA Cultural Curitiba – http://www.caixacultural.com.br/SitePages/unidade-home.aspx?uid=2/
Fundação Cultural de Curitiba – http://www.fundacaoculturaldecuritiba.com.br/
Prefeitura Municipal de Curitiba – http://www.curitiba.pr.gov.br/

Viagem para o Haiti. Cap Haitien, Citadelle Henry. 10/09/2016 Foto: Brunno Covello
Curitiba is one of the cities that host Haitians in Brazil, after the earthquake of 2010. Although cases of xenophobia and prejudice, many are getting on with life.In the image, the Bedrick and Djenny wedding in Mennonite church Boqueirão, in Curitiba. The couple was three years without seeing each other. Bedrick came to Brazil to work in 2011, and to get the money for the flight ticket to Djenny, who was waiting in Haiti. She arrived in Brazil only three days before the religious marriage. At a ceremony organized by the local pastor Siegfried (center) and his wife, the party was attended by Haitians and evangelical religious descendants of Germans who attend the local church. Many were photographing and filming the event to send to relatives in Haiti.
Viagem para o Haiti na cidade de Port Au Prince, Kenskoff, Fort Jacques. 01/09/2016 Foto: Brunno Covello
O haitiano Dieveut…. tag: haiti
Viagem para o Haiti na cidade de Port Au Prince. Igreja destruída e Petionville 04/09/2016 Foto: Brunno Covello

<vanessamurio@gmail.com>

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.