Medicamento biotecnológico para mieloma múltiplo é aprovado pela ANVISA

Após 11 anos sem um novo tratamento para o mieloma múltiplo no Brasil – segundo tipo mais comum de câncer de sangue no mundo – a biofarmacêutica Amgen é o primeiro laboratório a aprovar na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) um medicamento inovador da classe dos inibidores de proteassoma, com mecanismo de ação seletivo e irreversível.

O produto vem sendo comercializado no Brasil desde a segunda metade de 2016 sob o registro da ANVISA de número 25351.548851/2015-74 06/2021.

O medicamento biotecnológico Kyprolis® é indicado para pacientes que não responderam bem a primeira linha de tratamento.

No mundo, estima-se que há 114.125 novos casos de mieloma múltiplo todos os anos e mais de 80 mil mortes estão associadas a doença1,2. O mieloma atinge mais homens do que mulheres em idade média entre 60 e 65 anos.

 

Sobre a Amgen

A Amgen tem o compromisso de desvendar o potencial da biologia para pacientes que sofrem de doenças graves por meio da descoberta, desenvolvimento, fabricação e concretização de terapias humanas inovadoras. Essa abordagem começa com o uso de ferramentas como genética humana avançada para desvendar as complexidades da doença e entender as bases da biologia humana.

A Amgen está focada em áreas em que muitas necessidades médicas não são atendidas e faz uso de sua experiência para buscar soluções que melhorem os desfechos em saúde e que melhore muito a vida das pessoas. Pioneira em biotecnologia desde 1980, a Amgen cresceu e se tornou uma das empresas líderes em biotecnologia independente no mundo, atingiu milhões de pacientes pelo globo e está desenvolvendo um pipeline de medicamentos com potencial revolucionário.

Para mais informações, acesse http://www.amgen.com.br/

tatiana.vitta@idealhks.com

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.