Cigarro e álcool em excesso prejudicam a qualidade da voz

A voz é uma ferramenta de comunicação primordial, e muitas vezes não percebemos a importância que ela tem. Só nos damos conta de quão fundamental ela é no nosso dia a dia quando ficamos roucos, por exemplo. Ela vai ficando fraca e falhando aos poucos, aí o jeito é recorrer a um tratamento que faça ela voltar o quanto antes.

Veja também:
:: Qual a diferença entre faringite, laringite e amigdalite?
:: Perda auditiva também afeta os mais jovens
:: Saiba as principais causas do sangramento no ouvido

Mas o que causa essa perda na qualidade da voz? O otorrinolaringologista Diego Malucelli, da Otorrinos Curitiba, citou os principais motivos. “As principais causas são a laringite aguda, o abuso da voz (principalmente por profissionais que a utilizam o dia inteiro), refluxo gastroesofágico, infecções das vias aéreas superiores, alergias, nódulos vocais, fumo e álcool em excesso”, explicou.

A voz é produzida na laringe, onde estão as cordas vocais. Quando respiramos, elas se abrem e o ar entra e sai dos pulmões. Quando falamos, elas se aproximam e o ar que sai dos pulmões, passando pelas cordas vocais, produz a vibração que é a voz.

Se a rouquidão permanecer por um período longo, é bom ficar atento e procurar um especialista. “Toda rouquidão que persistir por mais de 30 dias deve ser investigada. Engasgos e disfagia (dificuldade para engolir os alimentos) são outros sinais de algo mais grave. É bom ficar atento também a outros sintomas, tais como a falta de ar, e também se surgirem caroços no pescoço, que pode indicar comprometimento dos linfonodos, importantes na defesa do organismo. A rouquidão excessiva pode ser um dos sintomas do câncer de laringe, mas tudo precisa ser devidamente investigado”, alertou.

Há alguns exames específicos para identificar o câncer de laringe, principalmente o exame de laringoscopia e a biopsia da lesão encontrada. “A tomografia computadorizada e a ressonância nuclear magnética são exames importantes no diagnóstico”, explicou Malucelli.

Perigos para a voz
O cigarro e o ar condicionado são vilões para uma voz perfeita. Por isso, ficar longe deles é essencial para que ela não seja prejudicada. “O cigarro irrita os tecidos da laringe, além de aumentar consideravelmente o risco para desenvolvimento do câncer de laringe e pulmão. Outro vilão é o ar condicionado, que resseca a mucosa das cordas vocais”, esclareceu o especialista.

Cuidando da voz
Para uma voz perfeita, alguns cuidados básicos são fundamentais. Segundo Malucelli, as principais dicas são beber água constantemente, pois a água hidrata o organismo e favorece uma emissão vocal com menos esforço e em melhores condições. “Outras orientações são evitar falar em forte intensidade por longos períodos, fazer repouso da voz após o uso excessivo, evitar alimentos gordurosos e condimentados, aumentar a ingestão de água quando estiver em contato constante com ar condicionado, e claro, não fumar e evitar bebidas alcoólicas em excesso”, concluiu.

Sobre Diego Malucelli
Diego Malucelli é médico otorrinolaringologista, especialista pela Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial (SBORL) e Mestre em Distúrbios da Comunicação pela Universidade Tuiuti do Paraná (UTP). Possui MBA em Gestão de Negócios em Saúde pela Universidade Gama Filho e é especialista no tratamento de halitose. É professor da UTP, preceptor de Faringoestomatologia do serviço de especialização em Otorrinolaringologia do Hospital da Cruz Vermelha, além de Chefe do Serviço de Otorrinolaringologia no mesmo hospital.

Sobre a Otorrinos Curitiba
A Otorrinos Curitiba é a mais nova referência no atendimento da área de otorrinolaringologia da capital paranaense. Inaugurada em setembro de 2015 no bairro Mercês, a clínica possui estrutura moderna, excelente localização, tecnologia de ponta e profissionais altamente renomados para oferecer o melhor atendimento aos pacientes.

A Otorrinos Curitiba possui horário de atendimento diferenciado: de segunda a sexta, das 8h às 22h, e aos sábados, das 8h às 20h. Para maior comodidade dos pacientes, possui estacionamento no local.

A clínica atende aos seguintes convênios: Unimed, Amil Assistência Saúde, Bradesco Saúde, Copel, Cassi, Evangélico Saúde, Mediprev, Sanepar, Saúde Caixa, Sinam, SulAmérica e Voam.

Serviço:

Otorrinos Curitiba

Rua Doutor Roberto Barrozo, 1381, 1º andar – Mercês

Telefone: (41) 3335-0302 / 3336-9640 / 3339-4084

Site: www.otorrinoscuritiba.com.br

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.