Inteligência emocional para líderes só é possível através de coaching

Quanto mais alta for a posição de um líder, menos ele sabe quem é. Dificilmente seus subordinados darão um feedback adequado, por mais que isso seja necessário, por medo de represálias ou de perder o emprego. O resultado? Um líder que não conhece como é a sua percepção por parte de seus colaboradores e nem mesmo a sua personalidade, prejudicando muitas vezes o ambiente de trabalho e a produtividade.

“Como estes líderes possuem o controle e o poder na mão, possivelmente vão querer que as ações que seus colaboradores tomem, sejam de acordo com seu direcionamento. E não tem nada de errado, afinal é do líder que estamos falando. O problema está na maneira como essas orientações serão expressadas” alerta a Master Coach, Bianca Caselato.

Buscando a inteligência emocional
Sabe quando o funcionário acaba não gostando de alguma decisão e não acata a ordem – ou pior, acata por medo e transforma tudo em um sentimento de raiva? Este sentimento  dissemina o ódio na organização e aquele líder que deveria ser respeitado passa a ser temido.

Bianca explica que isso ocorre quando o líder não é inteligente emocionalmente o suficiente para transferir seu conhecimento de maneira inspiradora criando uma persona que não é seguido e sim temido.

A inteligência emocional para líderes é fundamental para o líder manter o controle da sua  própria ansiedade e desenvolver empatia com seus colaboradores. De nada adianta  simplesmente cobrar seus funcionários por metas que não foram batidas pelo motivo X ou Y,  o líder terá que entender quais foram as dificuldades encontradas e assim direcionar corretamente a sua equipe:

“A empatia é um dos aspectos de inteligência emocional.  Quando é demais, o líder pode perder o respeito. Quando é de menos o respeito nem existe. O trabalho de coaching é preparado para resolver aspectos como esse.”

 

O coaching para líderes faz com que estes profissionais enxerguem a realidade. Para Caselato  é como colocar um  espelho na frente para pensar se a sua maneira de liderar está tão correta quanto se imagina:

“Só é possível mudar o comportamento quando se traz estas questões  para o consciente. Existem autoimagens equivocadas tão fundas no inconsciente, tão enraizadas, que este líder atua quase que de maneira automática. Com o coaching esse pensamento vem para o consciente que é o único estado em que se pode mudar algo.” finaliza Bianca.

Foto: Pexels


Sobre Bianca Caselato

Bianca Caselato é Master Coach formada em Administração de Empresas com ênfase em Comércio Exterior pela Faculdade de Estudos Sociais do Paraná- FESP. É especialista em SELF coaching, Executive Coaching e Master Coach pelo Instituto Brasileiro de Coaching, com certificação internacional, pela ECA – European Coaching Association, GCC- Global Coaching Community, BCI- Behavioral Coaching Institute e IAC – International Association of Coaching.

 

Após uma bem sucedida carreira dentro de instituições bancárias, Bianca Caselato começou a atuar há dois anos em seu escritório Bianca Caselato Coaching com palestras motivacionais, coaching individual e empresarial com acompanhamento e diagnóstico de empresas de todos os portes.

 

Bianca Caselato Master Coach Trainer

Rua Padre Anchieta, 2540 – Sala 1115, Champagnat – Curitiba, Paraná

http://biancacaselato.com.br/

 


Sobre a KAKOI Comunicação

A KAKOI Comunicação é uma empresa cujo objetivo de proporcionar aos clientes os melhores resultados com ações simples, porém focadas em nosso compromisso de abranger qualidade X resultado. A kakoi conta com equipe especializada em diferentes áreas para garantir a pluralidade dos projetos abrangendo a maior frente possível de comunicação.

KAKOI Comunicação
R. Gumercindo Mares, 119 – Vista Alegre, Curitiba – PR,
Fone:  (41) 3014-7662
www.kakoi.com.br