DB1 Global Software apoia quatro paratletas do basquete sobre rodas de Maringá

O objetivo é incluir e valorizar socialmente os atletas e possibilitar que se dediquem integralmente ao esporte, com mais qualidade de vida, visibilidade e inserção social

Maringá – PR, 06 de setembro de 2017 – A DB1 Global Software mostra mais uma vez sua responsabilidade com o desenvolvimento de Maringá e região atuando em áreas distintas de suas atividades principais. Um dos exemplos é o apoio a quatro paratletas do basquete sobre rodas, em parceria com a União Metropolitana Paradesportiva de Maringá, UMPM, uma associação cujo objetivo é fomentar o paradesporto na região.

Por meio de um programa pioneiro de contratação de pessoas com deficiência, em parceria com a UMPM, os paratletas Claudio José Pereira, Derik Luis Burbella, Guilherme Alves Lourenço e Paulo Roberto Barcelos Dauinheimer foram admitidos recentemente pela DB1.  O objetivo da empresa é incluir e valorizar socialmente os atletas e possibilitar que se dediquem integralmente ao esporte, com mais qualidade de vida, visibilidade e inserção social.

Paulo Barcelos jogou a Paraolimpíadas em 2016, no Rio de Janeiro. Além do basquete sobre rodas, Derick Burbella também é esgrimista. Guilherme Lourenço e Claudio Pereira atuam na modalidade desde 2010. Conquistaram vários títulos de projeção nacional, jogando por times de Santa Catarina e de Curitiba, no Paraná. “Conheci o projeto este ano, aceitei e me integrei ao grupo aqui em Maringá. Um projeto que se tornou realidade graças a parceiros como a DB1 que nos acolheu e abraçou nossa causa. Muito obrigado DB1. Estou muito feliz por fazer parte da equipe”, comemora Claudio.

Agora os quatro levam o nome da DB1 e de Maringá a competições nacionais e internacionais da categoria. Para Ilson Rezende, presidente da DB1 “Trata-se de uma das maneiras encontradas para retribuir à sociedade maringaense o acolhimento à empresa e demonstrar que não desenvolvemos apenas soluções de software de alta qualidade, mas viabilizamos soluções responsáveis para as questões que atingem a sociedade em que estamos inseridos”.