Horário de verão e “dica da vovó”: como ter uma noite de sono melhor?

Depois que começa, o horário de verão ainda vira assunto por alguns dias. Tem gente que ama; outros odeiam. Mas com uma hora a menos, é fato que nosso corpo sofre um pouco para se adaptar e isso acaba impactando nosso relógio biológico, principalmente na hora do sono. Segundo a otorrinolaringologista da Otorrinos Curitiba, Dharyemne Pucci de Araújo, em média, o corpo irá se acostumar ao novo horário em aproximadamente uma semana, mas cada um tem seu ritmo.

Veja também:
:: 7 dicas para se ter uma boa noite de sono
:: Uso do soro fisiológico ajuda a prevenir a sinusite
:: Ajuda familiar é fundamental quando o assunto é perda auditiva nos idosos

“O problema de adiantar o relógio em 1h é que não conseguimos dormir uma hora mais cedo, logo, dormiremos menos. Consequentemente, no dia seguinte, ficamos mais sonolentos, irritados e desatentos”, comentou a especialista.

Ainda dá tempo?
De acordo com Dharyemne, para quem não conseguiu se adaptar durante a semana que antecedeu o novo horário, ainda dá tempo de colocar em prática algumas dicas valiosas para uma boa noite de sono e, consequentemente, para um dia menos preguiçoso.

“Para termos uma boa qualidade de sono e facilitar a adaptação ao novo horário, é importante evitar alimentos e bebidas estimulantes, como a cafeína e o álcool, principalmente após as 17-18h. Além disso, para que tenhamos sono é necessário que nosso organismo libere a melatonina, hormônio indutor de sono, e isso acontece quando o dia começa a escurecer. Sendo assim, se possível, a dica é reduzir as luzes de casa a partir das 18-19h e evitar mexer em celular, tablets e assistir à TV. Tudo isso pode auxiliar na indução do sono”, esclarece a médica.

Dica da vovó

leite-sono-melatonina-otorrinos-curitibaGostando ou não do horário de verão, o jeito é se adaptar, já que ele se estenderá até meados de fevereiro de 2018. E nessas horas, vale recorrer também a uma dica valiosa das avós.

“Aquela dica das avós do leite morno é verídica. O leite tem triptofano, um dos precursores da melatonina”, finalizou a especialista.

 

 

Sobre Dharyemne Pucci de Araújo
Dharyemne Pucci de Araújo é formada em Medicina pela Faculdade Evangélica do Paraná (Fepar), com especialização em Otorrinolaringologia no Hospital Angelina Caron. Possui título de especialista conferido pela Associação Médica Brasileira (AMB) e Sociedade Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial (ABORL-CCF). Fez fellow (observer) em Medicina do Sono e Plástica Facial no Changi General Hospital, em Singapura, e está cursando Capacitação Médica em Medicina do Sono do Instituto do Sono de São Paulo.

Sobre a Otorrinos Curitiba
A Otorrinos Curitiba é a mais nova referência no atendimento da área de otorrinolaringologia da capital paranaense. Inaugurada em setembro de 2015 no bairro Mercês, a clínica possui estrutura moderna, excelente localização, tecnologia de ponta e profissionais altamente renomados para oferecer o melhor atendimento aos pacientes.

Em outubro de 2017, foi inaugurado o moderno Centro Cirúrgico, localizado na ala anexa da clínica. Com capacidade para realizar três cirurgias ao mesmo tempo, o Centro Cirúrgico conta com quartos e enfermarias, e oferece total segurança e conforto aos pacientes que necessitarem de procedimentos na área de otorrinolaringologia e demais especialidades.

A Otorrinos Curitiba possui horário de atendimento diferenciado: de segunda a sábado, das 8h às 22h, domingo, das 8h às 14h, e feriados, das 8h às 20h. Para maior comodidade dos pacientes, possui estacionamento no local.

A clínica atende aos seguintes convênios: Unimed, Amil Assistência Saúde, Bradesco Saúde, Copel, Cassi, Evangélico Saúde, Mediprev, Sanepar, Saúde Caixa, Sinam, SulAmérica e Voam.

Serviço:
Otorrinos Curitiba
Rua Doutor Roberto Barrozo, 1381, 1º andar – Mercês
Telefone: (41) 3335-0302 / 3336-9640 / 3339-4084
Site: www.otorrinoscuritiba.com.br
Facebook: www.facebook.com/OtorrinosCuritibaPR/