Taxa de desemprego entre os jovens é elevada e falta de comprometimento e responsabilidade é um dos fatores

Empresas buscam jovens proativos e responsáveis, qualidades muito valorizadas nos estudantes que passam pelo curso de capacitação do Instituto PROA

O número de jovens desempregados está crescendo ano após ano. Segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), praticamente 30% dos brasileiros com idade até 24 anos está fora do mercado de trabalho, a maior taxa desde 1991. A maioria dos jovens afetados são os de renda mais baixa, pois tem como fator hostil a falta de oportunidades para estudos e capacitação profissional.

O Instituto PROA, ONG referência nacional em educação voltada ao mercado de trabalho, há 10 anos capacita milhares de jovens que sonham em transformar suas vidas por meio da educação e do trabalho. Dados apontam que dos alunos formados nos últimos 3 anos, 85% deles estão empregados. A expectativa da ONG é que ainda em 2018 a taxa chegue a 90%.

“O jovem de baixa renda vindo da escola pública tem menos oportunidades em comparação com os estudantes de escolas particulares. Além do déficit na capacitação acadêmica, muitos desses jovens precisam parar de estudar para cuidar da família, filhos ou até para trabalhar em cargos informais”, explica Rodrigo Dib, Diretor Executivo do PROA.

Muitos recrutadores apontam que há muitos motivos para um jovem ser reprovado em um processo seletivo e que eles são frequentes. Alguns pontos são falta de objetividade e responsabilidade, não mostram interesse ou não compreendem a importância da oportunidade e principalmente comportamento, postura e erros de português. “Muitos jovens acabam cometendo um erro que não é bem visto pelos recrutadores. Eles colocam no papel as palavras exatamente da maneira como pensam, com vícios de linguagem e erros de português, o que compromete o entendimento da informação que ele deseja passar e o faz ter ainda menos chances nos processos”, afirma Dib.

No curso do PROA, além do reforço em português e matemática, os jovens são estimulados a desenvolver competências técnicas e comportamentais, com aulas dinâmicas, atividades práticas, passeio culturais, simulação de entrevistas, trabalhos em grupo, vivência corporativa e visitas a empresas. O jovem ainda é motivado a preparar um projeto de vida, traçando objetivos e planejamento para alcançar cada sonho, peça fundamental para ajudar a entender o papel de cada um no mercado de trabalho e a valorizar cada conquista pelo caminho.

Depois de formados, os estudantes são acompanhados pela equipe de empregabilidade do Instituto PROA, que oferecem aos jovens atividades de mentoria, coaching e os indicam para oportunidades de emprego em empresas parceiras. Os recrutadores destas empresas são enfáticos ao afirmarem porque o Jovem PROA são ideias para seus quadros de colaboradores. Esses jovens tem ambição de vencer na vida e estão dispostos a batalhar para conquistar seus sonhos.

A proatividade, responsabilidade e comprometimento são os pontos fortes do Jovem PROA, que sempre se destaca por onde passa e se torna em peça fundamental nas empresas em que atua.

Para os jovens interessados em participar do curso do PROA, as inscrições para o processo seletivo devem começar nos próximos meses. Para as empresas que desejam apoiar e abrir oportunidades para o Jovem PROA, acesse http://proa.org.br/.

 

Talvez você se interesse por estes artigos

Fechar Menu