GASTRONOMIA

Chamado de pierogi, pirogue, pierog, perohê ou varenike, o pequeno pastel, em formato de meia-lua, que lembra o ravióli italiano, é uma das delícias do Paraná. O prato pode ser servido cozido, frito ou assado, além de ser recheado com ricota e batata.  A origem é polonesa e ucraniana e foi difundida pelos imigrantes que vieram para o Estado.

 

RELAXE EM MALLET

O Circuito Polonês-Ucraniano é uma das atrações de Mallet, sudoeste. Os produtos coloniais fabricados na região são deliciosos. Destaque para os queijos e compotas de frutas. A cidade conta ainda com uma estância de água alcalina sulfurosa, com estrutura de hospedagem e lazer, o Hotel Fazenda Hidromineral Dorizzon.

TURISMO DE PESCA

Em Ribeirão Claro e Carlópolis, no norte do Estado, o turismo de pesca é destaque. A Pesca ao Tucunaré e o Campeonato de Pesca Esportiva à Corvina buscam despertar a consciência ecológica e de preservação do meio ambiente através da interação com a natureza, em cenários de tirar o fôlego.

SUÃ COM QUIRERA

A Quirera Lapeana é a marca da cultura dos tropeiros. Preparada com milho quebradinho e suã de porco, corte próximo da espinha, o prato faz sucesso no Estado e também tem como influência, a cultura afro-brasileira. A Quirera costumava ser servida nas Congadas, festa tipicamente religiosa.

HERANÇA INDÍGENA

O Carneiro no Buraco é um prato tradicional paranaense. Preparado em um tacho de ferro com legumes e tubérculos, o carneiro é colocado em um buraco no chão em cima de brasas, como os índios costumam fazer.  Então, a carne é cozida delicadamente e servida com canjica de milho.

 

BELAS MONTANHAS

É no Litoral do Paraná que se encontram as mais conhecidas montanhas da região, como o Conjunto Marumbi e o Morro do Sete, em Morretes, e o Parque Estadual Pico Paraná, em Antonina. Um roteiro imperdível é chegar até Morretes de trem, saindo de Curitiba, para iniciar a aventura nas montanhas.

COSTELA, MANDIOCA E CUCUZ

A Costela ao Fogo de Chão é um prato que resgata a história da colonização do Paraná. Após ser assada durante horas, a carne é servida acompanhada de dois ingredientes: o milho, no cuscuz com ovos; e a mandioca, no pirão de leite. Uma boa pedida para o inverno!

 

PARANAGUÁ EM PAUTA

No Litoral do Paraná, os devotos católicos podem reafirmar a sua fé no belo Santuário de Nossa Senhora do Rocio, onde ocorre a Festa do Rocio, anualmente, com missas, novenas e apresentações musicais, em Paranaguá. Ainda na cidade, o visitante pode conhecer a Catedral Nossa Senhora do Rosário e a Igreja São Benedito.

HISTÓRIA VIVA

O primitivo homem paranaense pertencia à família tupi-guarani e jê. Foram os tupi que deram nome ao Estado: Paraná "rio caudaloso", sendo estes ainda, os que primeiramente entraram em contato como o homem branco.

 

SABORES DA NOSSA TERRA

Está disponível para download gratuito, o livro “Delícias do Paraná - tradições e sabores da nossa terra”. A publicação reúne 81 receitas enviadas por 51 municípios paranaenses com o objetivo de preservar e divulgar a gastronomia paranaense. O livro pode ser acessado em www.cultura.pr.gov.br.

 

EM VILA VELHA

Está sendo monitorada a presença de javalis com câmeras de movimento no Parque Estadual de Vila Velha, em Ponta Grossa. A espécie é considerada exótica invasora e sua presença pode causar danos a espécies nativas do parque e da região. O projeto tem o objetivo de avaliar e monitorar a presença e a interação da espécie com a fauna e flora nativas da Unidade de Conservação.

 abnoticias@abcom.com.br

Talvez você se interesse por estes artigos.

RIO PARANÁ Acontece em Porto Rico, a Festa dos Navegantes entre 31 de agosto e 2 de setembro. A festividade será realizada ás margens do Rio...
TÚNEL DO TEMPO Cerca de 10 mil imagens de Londrina, originais da década de 1980, serão digitalizadas e disponibilizadas para consulta no Museu Histórico Pe....
ARTE EM FOCO A Biblioteca Pública Municipal Pedro Viriato Parigot de Souza em Londrina, recebe, até o dia 17 de agosto, duas exposições. Uma delas...
Fechar Menu