Aeroporto Afonso Pena terá estacionamento ampliado

A Infraero recebe no dia 1º/12 as propostas das empresas interessadas em participar da licitação para exploração comercial de edifício garagem e do estacionamento de veículos no Aeroporto Internacional de Curitiba/São José dos Pinhais – Afonso Pena (PR). O edital está disponível no site da Infraero.

© 2012 Lucas Costa

© 2012 Lucas Costa

O projeto prevê que o vencedor da licitação construa um edifício garagem numa área de 80,3 mil m², com três pavimentos, altura máxima de 33,9 metros e com pelo menos 2,4 mil vagas. Também estão previstas a instalação de cobertura em 1,6 mil vagas externas e melhorias na sinalização do estacionamento. Por ser uma concessão com investimento, o prazo do contrato será de 25 anos.

Após a assinatura do contrato de concessão de área, o vencedor do processo licitatório terá 24 meses para elaborar e aprovar os projetos das novas instalações, bem como para executar a obra.

“O objetivo da Infraero é expandir o estacionamento existente, acompanhando a ampliação do terminal de passageiros e o crescimento da demanda”, avaliou o diretor Comercial da empresa, André Luiz Marques de Barros. Com essa concessão, o Aeroporto Afonso Pena deverá passar das atuais 2,1 mil vagas para pelo menos 3,7 mil vagas, número que pode ser maior conforme o aproveitamento do espaço pelo novo operador do estacionamento.

No processo licitatório, os valores iniciais da disputa foram avaliados em R$ 15 milhões para o preço fixo inicial, que deverão ser pagos até o 10º dia útil após a assinatura do contrato, além de R$ 600 mil de preço mínimo mensal ou 30% do faturamento bruto mensal, prevalecendo o valor que for maior para a Infraero.

Obras

As obras de ampliação do Aeroporto Afonso Pena estão em andamento. Ao todo, R$ 267,1 milhões serão investidos no terminal de passageiros até o primeiro semestre de 2016, quando todos os serviços deverão estar finalizados. Até lá, o terminal de passageiros terá sua área ampliada de 64,8 mil m² para 105,3 mil m², com mais oito novas pontes de embarque, expandindo sua capacidade de 7,9 milhões de passageiros por ano para 14,8 milhões de passageiros por ano.

Outra melhoria que já foi entregue é a ampliação do pátio de aeronaves, que passou de 84 mil m² para cerca de 144 mil m² e teve R$ 26,9 milhões investidos.

 

[email protected]

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.