Live Marketing cresce em um cenário de incertezas

Neste momento de incertezas econômicas no Brasil, muitos setores vivem dias de recessão. Mas, na contramão da crise, um segmento vem ganhando ainda mais força no mercado: o Live Marketing, que movimentou cerca de R$ 45 bilhões em 2014, com crescimento aproximado de 6% e perspectiva de mais 6% em 2015, segundo a AMPRO – Associação de Marketing Promocional.

No Paraná, a JRD Logística de Marketing comprova o bom momento desta ferramenta de Marketing, que proporciona uma interlocução viva entre as pessoas e as marcas. A empresa, que está em 11.º lugar entre as pequenas e médias empresas que mais cresceram neste segmento no Brasil, possui uma receita líquida aproximada de R$ 4,2 mi, dos últimos três anos, um crescimento médio anual de 80%. Vale lembrar que este foi o segundo ano consecutivo que a JRD Logística de Marketing aparece na lista, elaborada pela consultoria Deloitte e pela revista Exame.

 Criada em 2004, a empresa cuida de toda a logística promocional para os seus clientes. De acordo com Renato Paschoal, diretor comercial da JRD Logística de Marketing, nos últimos cinco anos a agência teve um crescimento acumulado de 939% e o seu faturamento anual não para de acumular dígitos, mesmo num cenário de crise. “Nestes últimos anos aprendemos a tratar cada cliente como se fosse único. Por isso, em cada novo trabalho contratado, redesenhamos todo o atendimento, proporcionando flexibilidade, disponibilidade e segurança para atender o departamento de Marketing do nosso cliente. Com isso, fomos conquistando cada vez mais espaço neste mercado competitivo”, afirma o executivo.

Paschoal ressalta que para acrescentar ainda mais valor à empresa, a JRD não se deixou abalar pela perspectiva econômica negativa no Brasil e agregou novos serviços voltados ao trade. “Desde o início do ano não nos limitamos à logística dos kits promocionais. Resolvemos também oferecer um pacote completo ao mercado corporativo, com a inclusão de serviços de montagem de quiosques, ativação, positivação, adesivagem, auditoria de PDV, manutenção de materiais e peças grandes, programas de incentivo (para clientes internos e externos) e equipe de promotores. Com isso, conquistamos ainda mais o mercado”, fala.

Renato explica que apesar da crise, o mercado de marketing promocional continua aquecido, mas como alerta, precisavam movimentar mais as estratégias. “Em vez de recuar, avançamos com novas soluções. Enxergamos um grande espaço, com mais opões para o mundo corporativo e o projeto andou mais que imaginávamos. Optar por todos os serviços de um só fornecedor, barateia para o cliente, além de oferecer mais credibilidade”, finaliza o executivo.

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui