Talento da cidade

0
180

Estudante do Colégio Londrinense conquista

medalha de ouro na Olimpíada Brasileira de Biologia

O aluno Jaziel Barros dos Santos, do ensino médio do Colégio Londrinense, conquistou a medalha de ouro na XIV Olimpíada Brasileira de Biologia, e 4º lugar na classificação geral, entre mais de 3 mil alunos do país, classificados para a segunda fase da OBB. A cerimônia de premiação ocorreu na última segunda-feira (23), no Instituto Butantan, em São Paulo.

A primeira fase da Olimpíada Brasileira de Biologia contou com a participação de 60 mil alunos. A competição é organizada pelo Instituto Butantan, referência mundial em pesquisa científica, onde será realizada a capacitação prática dos alunos, objeto do projeto, com os 15 melhores estudantes do país – Jaziel Barros é o único representante da Região Sul do país.

Após a capacitação, que acontece nesta semana em São Paulo, haverá uma prova teórica e uma prática para definir a classificação final da competição e a formação da Seleção Brasileira de Biologia: do 1º ao 4º lugar serão selecionados alunos para representar o Brasil na XXIX International Biology Olympiad, em julho no Irã; do 5º ao 8º lugar serão selecionados estudantes para representar o Brasil na XII Olimpíada Ibero-Americana de Biologia, em setembro no Equador.

Ensino de qualidade

A notícia da premiação de Jaziel Barros dos Santos foi recebida com alegria por professores, diretores e alunos do Londrinense: “A conquista foi uma das maiores da história olímpica do Colégio Londrinense e mostra a nossa qualidade de ensino. Estar entre as melhores instituições de ensino do país nos enche de orgulho e reforça a qualidade do material didático e o grandioso trabalho da equipe pedagógica”, informa Ieda Terra Alves Gomes, diretora educacional do colégio londrinense.

“Todas as premiações científicas do Colégio Londrinense nos últimos anos tornaram-no conhecido nos maiores centros de estudo do país – universidades, centros de pesquisa e órgãos de fomento científico. Somos referência na cidade e no Paraná. Este resultado, aliado aos muitos do ano passado, projeta o Colégio Londrinense entre as escolas mais premiadas em competições científicas do Brasil”, conclui Ieda Gomes.