SAS mapeia o desempenho de estudantes brasileiros em Matemática e Língua Portuguesa

Um mapeamento realizado pelo SAS Plataforma de Educação identificou como está o desempenho dos alunos de Ensino Fundamental da rede privada em Língua Portuguesa e Matemática. Os dados foram obtidos por meio de uma plataforma adaptativa de resolução de questões, na qual foram respondidas mais de 4,2 milhões de questões por 69 mil alunos de 26 unidades federativas durante o ano de 2018.

Um dos assuntos mais básicos em Língua Portuguesa foi o que obteve um maior índice de acertos: a melhor performance do 6º ano foi em “Classificação de substantivos”, com 75,73%, o 7º ano se destacou em “Formação de palavras” com 72,63% de acertos. À medida que as séries aumentam, o nível de dificuldade também, como aponta o estudo, no qual o 8º ano teve um bom desempenho em Termos constitutivos da oração”, com 68,85%, e o ano 9º em “Intertextualidade” com 70,78%, assuntos que envolvem aspectos mais complexos em Gramática e Interpretação Textual e ativam habilidades que os estudantes vão desenvolvendo no decorrer dos anos.

Em Matemática, o assunto que tem o maior índice de acertos é “sistema monetário brasileiro”, envolvendo os alunos do 5º ano, o que significa que, desde cedo, as crianças absorvem mais aquilo que está no seu dia a dia. Essa taxa (85% de acertos) indica que os alunos estão assimilando em sala de aula, ou mesmo nos estudos em casa, a arte de fazer contas, o que garante a compreensão do que se gasta e a necessidade de economizar.

O 4º ano performou bem em a adição e subtração, com 76,20% e o 5º ano se destacou em explorando o espaço e os corpos geométricos com 71,64%. O 6º pontuou melhor em sistemas de numeração com 70,11%, e o 7º ano teve a maior porcentagem com números inteiros com 60,62% de acertos. O 8º e 9º ano tiveram o melhor percentual de acertos 61,32% e 56,13% em números reais. 

Analisando os locais com melhor desempenho em Matemática e Língua Portuguesa somados, a plataforma identificou o Rio Grande do Sul com 74,99% de percentual de acerto, com 74,26% em língua portuguesa e 75,32% em Matemática.

O estudo no dia a dia

Com esse estudo, se percebe certa afinidade dos alunos do Ensino Fundamental com temas que estão, claramente, relacionados às práticas do seu dia a dia, como adição, subtração, sistema monetário e mesmo identificação de corpos geométricos. Indo mais adiante, no Ensino Médio, a ideia permanece.

Outro estudo realizado pelo SAS – Raio X ENEM – analisa todas as questões que já caíram nas edições do ENEM de 2009 a 2018 e identifica os assuntos mais cobrados em cada disciplina. Curiosamente, em Matemática aparecem geometria e aritmética, assuntos vistos inicialmente no Ensino Fundamental e que guardam relação com a vivência diária dos alunos. Para conferir o raio x, basta acessar sasedu.co/raiox18.

Pontos a melhorar

O levantamento mostra também as áreas que os estudantes têm maior dificuldade. Em Matemática, os estudantes de 4º e 5º possuem maior dificuldade em multiplicação e divisão, com apenas 59,60% e 56,56% de percentual de acerto. Enquanto o 6º teve maior dificuldade nas questões sobre divisibilidade com 51,89% de percentual de acerto e o 7º ano teve o menor percentual de acerto em operações com números racionais somando 50,50%. Já o 8º ano teve um baixo desempenho em polinômios com 41, 68% e o 9º ano teve 46,09% em equações do 2º grau, assuntos mais complexos e que continuam a ser desenvolvidos no Ensino Médio.

Em Língua Portuguesa, o 6º ano obteve o percentual de acerto mais baixo em flexões verbais com 54,60% e o 7º teve 53,37% de percentual de acerto com predicado verbonominal. Já o 8º ano somou o menor percentual de acerto em regência e concordância verbal, somando 56,35%, e o 9º ano teve o percentual de acerto mais baixo (59,70%) em sintaxe.

Recortes por Praças 

Paraná

Quantidade de alunos respondentes – 985

Questões corretas em Matemática – 40349 (64,31%)

Questões corretas em Língua Portuguesa – 16784 (68,08%)

Menor percentual de acerto em Matemática – 20,63% em “Números racionais”(7ºano)

Menor percentual de acerto em Língua Portuguesa –21,43% em “Orações subordinadas” (9ºano)

<[email protected]>

Comments are closed.