Paraná repara erro histórico no sistema penitenciário

0
322

Primeira e única mulher a comandar o Departamento De Execução Penal do Paraná, Depen, Mara Catarina Mesquita Lopes Leite, será homenageada e terá sua foto na galeria dos ex-diretores

Nesta quarta-feira, 16 de outubro, às 13h30, o Paraná, repara uma falta histórica ao celebrar a primeira mulher a que dirigiu o Departamento de Execução Penal, no início dos anos 2000.

Mara Catarina Mesquita Lopes Leite, advogada do quadro do Estado, dirigiu o Depen de 15 de fevereiro a 11 de abril de 2000, além de ter exercido a função temporariamente, por mais de uma vez.

Com este resgate histórico, a Secretaria da Segurança Pública e Administração Penitenciária do Paraná, não só presta um tributo à ex-coordenadora do Depen, como celebra o trabalho feminino no sistema prisional, que conta com mulheres em todas as áreas, dede o administrativo até as agentes penitenciárias, professoras, psicólogas e tantas outras que convivem diariamente com os detentos.

Em solenidade, dia 06 de setembro, passado, o diretor do Depen, Francisco Caricati, salientou a importância de resgatar a história do Departamento e homenagear a todos que prestaram seu trabalho para que se chegasse a excelência de hoje.
Na mesma ocasião, o vice-diretor do Depen, Thorstein Ferraz, destacou a conduta feminina nos vários departamentos da pasta, sempre focada na ressocialização dos presos e reinserção na sociedade.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Agenda:
Data: 16/10/2019
Horário: 13h30
Local: 5° andar da Secretaria de Segurança Pública- Rua Deputado Mario de Barros, 1290 – Centro Cívico.

Breve histórico
Bacharel em direito pela Universidade Federal Fluminense em 1980, Mara Catarina veio para o Paraná, onde foi aprovada em concurso público de professora de processo penal, na universidade estadual de Maringá, no mesmo ano. Em 1982, por concurso público, entrou para o quadro de advogados da carreira especial do poder executivo do Estado do Paraná.
Em sua vasta atuação profissional serviu nos três poderes paranaenses, executivo, legislativo e judiciário.

Porém, foi na Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, onde dedicou o maior número de anos em sua carreira pública. Aqui, além de advogada da carreira especial do poder executivo, foi chefe de gabinete, membro titular do conselho penitenciário do estado do Paraná e primeira e única mulher coordenadora do departamento penitenciário do Paraná de 15/02/2000 a 11/04/2000.

 

Comments are closed.