Amanhã é o Dia Mundial do Chocolate

0
872
Amanhã é o Dia Mundial do Chocolate

Amanhã (dia 7 de julho) é o Dia Mundial do Chocolate. Mercado nacional fatura mais de R$ 13 bilhões anuais (imagem – divulgação/Pixabay)

Se consumido na medida certa, chocolate traz muitos benefícios à saúde e ajuda na perda de peso

O Dia Mundial do Chocolate será comemorado amanhã (7 de julho). A data remete à introdução do alimento na Europa, por volta do século XV, e os apreciadores dessa iguaria tem ótimos motivos para celebrar.

Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Amendoim e Balas (Abicab), 75% da população consome chocolate e as mulheres são maioria (56%). Em média, cada brasileiro ingere 2,6 quilos por ano e o mercado fatura mais de R$ 13 bilhões anuais.

A saúde agradece

Estatísticas à parte, outra boa notícia é que o alimento produzido à base da amêndoa torrada do cacau pode ser usado em milhares de receitas e ainda faz bem à saúde.

De acordo com a professora Maria Fernanda Koch Temporal, mestre em alimentação e nutrição e coordenadora dos cursos de saúde do Centro Universitário Curitiba – UNICURITIBA, o chocolate [principalmente o amargo ou meio amargo] – quando consumido na medida certa – traz efeitos benéficos ao organismo.

“Ele diminui o risco de doenças cardiovasculares, melhora o fluxo sanguíneo, reduz a pressão arterial e pode auxiliar na redução do colesterol ruim. Além disso, possui antioxidantes que previnem o envelhecimento da pele”, explica. “Já os ácidos fenólicos interferem diretamente na produção de leptina, o hormônio da saciedade, o que ajuda na redução de peso”, complementa.

Mais cacau, menos açúcar

Mas quem aprecia essa delícia deve tomar alguns cuidados. O exagero deve ser evitado, pois uma simples barra de chocolate pode ter componentes como cacau, açúcar, gorduras e oleaginosas. O que determina se ele faz bem à saúde é a concentração desses ingredientes.

Para a professora Maria Fernanda, o ideal é consumir de 15 a 30g por dia, com preferência às opções que tenham 65% de cacau e massa de cacau como primeiro item da lista de ingredientes.

Ela também alerta que diabéticos devem consumir chocolates diet (sem adição de açúcares) e de forma moderada, pois são ricos em gorduras e mais calóricos. Já os pequenos, com menos de dois anos, não devem consumir nenhum tipo de doce.

Curiosidades

Divino: Você sabia que o nome científico do cacau quer dizer “elixir dos deuses?”. Segundo uma lenda Maia, foram os deuses que deram o chocolate à humanidade.

Fake: Uma informação que passa despercebida refere-se ao chocolate branco, que na realidade é apenas uma mistura de açúcar, óleo e gordura.

Naqueles dias: Para as mulheres, a guloseima é ainda mais desejada em determinadas ocasiões. “No período pré-menstrual, buscamos mantimentos que estimulem a liberação de serotonina e dopamina. Os neurotransmissores costumam ficar alterados nestes momentos, causando ansiedade e tristeza. Por isso, vem a vontade de consumir mais chocolate nesses dias”, esclarece a coordenadora do UNICURITIBA.

Pets: Quem ama seus pets costuma tratá-los com todos os mimos disponíveis no mercado. Porém, a iguaria é um alimento extremamente tóxico aos animais de estimação, pode causar alterações no sistema nervoso, alergias, aumento da pressão arterial, taquicardia, arritmia, entre outros problemas. Portanto, nada de chocolate aos bichinhos.

Consumo: Ainda que os brasileiros amem chocolate e tenham média de consumo anual em 2,6 quilos, os campeões mundiais estão bem à nossa frente. Na Suíça o índice chega a (8,5 kg/ano), na Áustria (8,2 kg/ano) e Alemanha (7,9 kg/ano).