Administradora de condomínios reforça protocolos para controle da COVID-19

Medidas envolvem a utilização dos espaços comuns com a chegada das férias e festas de fim de ano

 

A chegada da COVID-19, em março de 2020, mudou atitudes e formas de convivência entre todos. No início da pandemia, moradores de condomínios foram proibidos de usar as áreas comuns, medida que se flexibilizou a partir dos meses de agosto e setembro, com a queda no número de casos em Curitiba. Segundo a diretora geral da Mineira Condomínios, Maria Cristina Melquíades Toledo, as regras estão sendo revistas com a chegada do final do ano. “Com as férias e as festas de dezembro, os Condomínios precisam estabelecer regras para que os condôminos possam realizar suas comemorações dentro das regras exigidas pelos órgãos de saúde”, afirma.

Segundo Maria Cristina, a utilização de espaços como academia, salão de festas, de jogos, playground e outros espaços coletivos, devem ser restritos e controlados. “Criamos um app administrativo, no qual os moradores podem reservar os espaços comuns de forma prática e segura, agilizando as reservas e evitando os caderninhos de reservas muitas vezes disponíveis na portaria”, explica.

No último decreto nº 1600/2020, da Prefeitura de Curitiba, que coloca a cidade novamente na Bandeira Laranja, indica que confraternizações devem se restringir a pessoas do mesmo grupo familiar, que residam no mesmo domicílio. “A situação em nossa cidade está crítica e embora o Decreto não mencione regras específicas para os condomínios, ele é claro ao proibir reunião de pessoas que não sejam da mesma família. Diante disso, entendemos que as áreas comuns, como salões de festas, churrasqueiras e espaços gourmet, devem ser fechados enquanto perdurar a Bandeira Laranja”. E ainda completa: “É dever de todo condômino não utilizar as áreas do condomínio de forma a prejudicar a segurança e salubridade dos demais condôminos, como é dever do síndico zelar pelo interesse comum. Se o momento é de atenção e restrições, nada mais seguro do que, por hora, manter espaços comuns fechados por uma questão de respeito à saúde de todos.”

 

Cuidados gerais

A administradora sugere ainda intensificar os cuidados com a higiene e limpeza das áreas comuns, manter o distanciamento de, no mínimo, 1,5m; evitar aglomerações e reuniões sociais; deixar à disposição o álcool gel na entrada do condomínio e de blocos; manter portas que não causem riscos à segurança abertas e a área ventilada. O uso de máscaras de forma correta por visitantes, condôminos e empregados é essencial e obrigatório.

O uso dos elevadores deve ser restrito a um usuário apenas, exceto para famílias e pessoas que moram/convivem juntas. A Mineira sugere incentivar o uso de escadas e, se viável, instalação do álcool gel dentro do elevador. “Seguindo todas as restrições, regras e respeitando uns aos outros, a vida poderá voltar ao normal aos poucos, com mais atenção à saúde para minimizar os riscos de exposição à doença”, completa Maria Cristina.

 

Sobre a Mineira Condomínios

Fundada em 1976, a Mineira Condomínios é a primeira administradora de condomínios com certificação ISO 9001 no Paraná. A empresa oferece os serviços de gestão digital de condomínios, com suporte nas áreas administrativa, financeira, de recursos humanos, tudo sempre assessorado por advogados, além de dois diferenciais: a taxa de condomínio garantida e a corretagem na área de seguros. A empresa também inovou com o lançamento de um aplicativo e um Clube de Benefícios, que oferece descontos e outras vantagens aos seus clientes.

Mais informações em: https://mineiras.com.br/