Vida pós-pandemia: cuidados para manter a saúde em dia

No Brasil, 61,7% da população tem excesso de peso, 30% é hipertensa e mais de 40% insuficientemente ativos

A pandemia da COVID-19 ainda não acabou, mas com o avanço da vacinação no Brasil e no mundo, já mostra sinais de trégua. A vida pode, aos poucos, e com todos os cuidados, voltar à normalidade. O que aprendemos nesse tempo?

A médica, diretora da Higia Clinic, Márcia Simões, alerta que cuidar da saúde deve ser um hábito diário. “As comorbidades/doenças crônicas como obesidade, diabetes, hipertensão tiveram grande influência na maioria dos casos de agravamento da COVID-19 na população”, afirma. O Brasil hoje conta com 61,7% da população com excesso de peso, 30% hipertensa e mais de 40% insuficientemente ativos, segundo a Agência Brasil.

A doutora lembra que um corpo em equilíbrio, com níveis adequados de vitaminas, minerais e hormônios, é importante para um dia a dia saudável com muita qualidade de vida, além de contribuir para melhorar a imunidade. “É preciso visitar o médico e verificar os níveis do organismo pelo menos uma vez ao ano ou sempre que algum sintoma chamar a atenção, ou incomodar por mais de uma semana”, alerta.

Confira as dicas da médica para manter a saúde em dia:

– Cuide do corpo! É preciso dedicar tempo para cuidar do bom funcionamento do organismo e a prática de atividade física é essencial para manter o corpo em equilíbrio. A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que adultos façam atividade física moderada de 150 a 300 minutos ou de 75 a 150 minutos de atividade física intensa por semana, quando não houver contraindicação. Ou seja, uma caminhada de 30 minutos por dia, cinco vezes por semana, já garante uma saúde melhor;

– Alimentação equilibrada! Invista em uma alimentação balanceada, dando preferência a alimentos mais naturais, evitando processados e alto consumo de açúcares e sal.  A boa alimentação auxilia na prevenção e tratamento de doenças, no desempenho da atividade física, no controle do peso, no estado emocional e na redução de fatores de risco para doenças crônicas;

– Higiene sempre! O hábito de lavar as mãos, realizado de forma correta, pode reduzir o número de mortes relacionadas à diarreia em mais de 40% e os casos de doenças respiratórias agudas em 25%, de acordo com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). Além das mãos, é importante lavar bem os alimentos e manter o ambiente limpo, evitando possíveis doenças;

– Saúde mental! Sintomas como estresse, fadiga, falta de libido, aumento de peso, insônia, perda de memória são realidade para muitas pessoas, ainda mais agora com o isolamento social. Segundo a OMS, o estresse atinge 90% da população mundial e quase 70% dos brasileiros. Cuidar da mente é cuidar diretamente da saúde. E ter saúde mental não é sinônimo de uma vida sem desafios. Algumas ações, como praticar um esporte, ler um bom livro, ter tempo dedicado só para si são maneiras de encontrar o equilíbrio da mente. O equilíbrio emocional é essencial para a harmonia total do organismo.

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui