Adylson Godoy, Dino Galvão Bueno e Theo de Barros fazem encontro de gerações no álbum colaborativo “Notas Brasileiras”

Amigos de longa data e compositores desde o surgimento da Bossa Nova e da era dos festivais, Adylson Godoy, Dino Galvão Bueno e Theo de Barros transformam sua amizade de seis décadas em um álbum e projeto inédito para os artistas. “Notas Brasileiras” é uma celebração de vida e encontro de gerações, já que os músicos dividem espaço com seus filhos Adriana Godoy, Anita Galvão Bueno e Ricardo Barros, que partilham, desde a infância, o legado musical de seus pais.

Adylson, Dino e Theo têm em comum a experiência de participar ativamente da construção do que ficou conhecido como MPB. Os músicos tiveram suas carreiras estabelecidas na capital paulista e, desde meados dos anos 60, suas trajetórias se cruzam e complementam.

O ano era 1965 quando foi lançado o compacto simples “Sou sem paz” e “Menino das Laranjas” da ainda estreante Elis Regina. Era o primeiro contato das obras de Adylson e Theo. Três anos depois Silvia Maria, então esposa de Adylson, interpretou “Nasceu um Samba”, música de Dino e Eric Nepomuceno que foi finalista do Primeiro Festival Universitário da MPB em 1968, e assim Dino e Adylson se conheceram e participaram do Movimento Música Nova. Theo estava no Quarteto Novo nessa época, mas Adylson e Dino fizeram muitos shows juntos com nomes como Vera Brasil e Johny Alf, ajudando a estabelecer a Bossa Nova em São Paulo.

Por fim, Theo e Dino se conheceram na faculdade. Quem os apresentou foi a cantora Maria Odete, cuja voz defendeu “Monjolo”, canção de Dino que conquistou o quinto lugar no V Festival da Record, em 1969.

Comemorando as décadas de amizade destes compositores históricos, “Notas Brasileiras” é um registro inédito do encontro de três carreiras notáveis. O repertório tem composições consagradas de Adylson, Dino e Theo, e traz também parcerias entre eles e outros parceiros (Daltony Nóbrega, Geraldo Vandré, José Carlos Costa Netto, Paulo César Pinheiro e Sérgio Lima), além de lançar cinco canções inéditas. Toda a lista de faixas foi escolhida pelos seis, pais e filhos, envolvidos no projeto.

Com novos arranjos, direção musical de Ricardo e a contribuição de Adriana e Anita, o disco “Notas Brasileiras” se coloca como um resgate de uma época da música brasileira de maneira intimista e afetuosa, numa conversa entre amigos, nos ensinamentos de pais para filhos.

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui