Melasma pode ser tratado com Ozonioterapia

Técnica é um complemento a outros tratamentos clássicos da medicina

A melasma é uma doença de pele com tratamento | Foto da internet

O Melasma é uma doença de pele que incomoda muito os pacientes, pois é caracterizado pelas manchas escuras na pele, principalmente no rosto. Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, a estimativa é que 35% das brasileiras tenham o problema.

A boa notícia é que há diversos tratamentos para a doença, como a ozonioterapia. Na Clínica Perfecto de Ponta Grossa, Curitiba e Balneário Camboriú a responsável pela técnica é a Drª Priscila Martins Calil.

Segundo Priscila, o tipo de tratamento do paciente que tem Melasma vai depender da causa da doença. “A ozonioterapia é uma das técnicas e tecnologias utilizadas no tratamento e não a única forma do tratamento”, comenta.

Priscila Calil é especialista no tratamento da melasma com ozonioterapia

O paciente interessado na técnica passa por uma consulta de anamnese e, após a identificação da causa do Melasma, é proposto o tipo de procedimento para acabar com o problema, que no caso da ozonioterapia, raramente tem contraindicação.

Porém, nos casos em que a ozonioterapia é contraindicada, o paciente pode fazer uso de outras tecnologias. “Existem outras formas de tratar o Melasma, que pode ser via peeling, via laser, luz pulsada. Tudo vai depender de como vai ser orientado o tratamento para aquele indivíduo, é um tratamento completamente individualizado, personalizado”, comenta.

E os resultados do tratamento começam a serem vistos entre os atendimentos, período em que o paciente deve reforçar as precauções diárias. “Os cuidados são os de sempre, como uso de protetor solar, não se expor ao sol e manter o organismo funcional a ponto de ele não fazer o problema novamente”, reforça.

 

Causa do Melasma

A causa do Melasma não é completamente conhecida, porém especialistas afirmam que as células responsáveis pelo pigmento da pele trabalham de maneira errada e em excesso, o que causa hiperpigmentação.

Além disso, alterações hormonais, como a gravidez, os contraceptivos, a exposição solar, fatores genéticos, cor da pele, medicamentos e cosméticos e até a deficiência de zinco podem causar o Melasma.

 

Tipos de Melasma

Há três tipos de Melasma, como o epidérmico, localizado superficialmente. Tem o tipo dérmico onde está na derme e o misto, podendo estar entre a superfície e a camada mais profunda da pele.

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui