Julho Verde faz a conscientização do câncer de cabeça e pescoço

Estamos no Julho Verde, mês de conscientização e combate ao câncer de cabeça e pescoço. Dia 27 é o dia escolhido para o alerta. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), em 2019 foram quase 21 mil mortes por câncer de cabeça e pescoço. 

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço (SBCCP), os tumores de cabeça e pescoço são uma denominação genérica do câncer que se localiza em regiões como boca, língua, palato mole e duro, gengivas, bochechas, amígdalas, faringe, laringe (onde é formada a voz), esôfago, tireoide e seios paranasais.

O alto índice de mortalidade é que grande parte dos pacientes chega para o tratamento com a doença já em fase avançada. Quando o diagnóstico é realizado na fase inicial, o paciente tem, em média, 90% de chance de sobreviver. 

A previsão, segundo a SBCCP, é de que mais de 36 mil novos casos de câncer na região da cabeça e do pescoço sejam registrados ainda este ano.

Fatores de risco

A fonoaudióloga, mestre e doutora do Hospital Otorrinos Curitiba, Carla Maffei, lembra que a doença pode surgir em qualquer idade, e o uso de cigarro e bebidas alcoólicas pode potencializar a ação dos agentes cancerígenos do tabaco nas estruturas da boca e garganta, por exemplo.

“A associação de bebidas alcoólicas juntamente com o fumo aumenta a chance do surgimento de câncer na cavidade oral. O tabagismo, por exemplo, é fator de risco para os cânceres de cavidade oral, câncer de tireoide e câncer de laringe. A temperatura da queima do cigarro é muito alta quando tragada. Se um indivíduo fuma 20 cigarros/dia, ela queimará essa mucosa 20x ao dia. Os componentes químicos existentes no cigarro são altamente cancerígenos”, explicou a especialista.

Outro fator que pode gerar o câncer de cabeça e pescoço na parte de orofaringe é a infecção por HPV (Papilomavírus Humano), vírus que infecta a pele ou mucosas (oral, genital ou anal) das pessoas, provocando verrugas anogenitais (região genital e ânus) e câncer. 

“Os casos entre os jovens estão aumentando devido à transmissão do HPV, por isso a vacinação contra o vírus também é fundamental para a prevenção de tumores nessa região. A vacina é oferecida gratuitamente pelo SUS”, ressalta a Dra. Carla.

Principais sintomas

Alguns sintomas mais corriqueiros podem ajudar a identificar os fatores de risco do câncer de cabeça e pescoço. Lembrando que esses sinais também são causados por outras condições clínicas. Portanto, é importante conversar com seu médico.

– inchaço ou ferida que nunca cicatriza (pode desaparecer e depois voltar, mudar de cor, aumentar de tamanho);

– nódulo ou caroço na boca, pescoço, mandíbula ou face;

– manchas vermelhas ou esbranquiçadas na boca ou na face;

– dificuldade ou dor para comer ou engolir;

– problemas para falar;

– dificuldade e dores ao mexer a boca ou a face;

– dificuldade para respirar, cansaço fora do normal e fadiga ao se deslocar.

Como prevenir

As principais formas de prevenir o câncer de cabeça e pescoço são:

– manter uma alimentação balanceada, com consumo de frutas, verduras e legumes;

– praticar atividade física regularmente;

– evitar o consumo excessivo de bebidas alcoólicas;

– usar protetor solar;

– parar de fumar;

– manter a higiene bucal em dia.

Diagnóstico

É importante ficar alerta aos sintomas, pois o diagnóstico precoce e o rápido início do tratamento são fundamentais para a cura do câncer de cabeça e pescoço.

O diagnóstico é feito por biópsia, através da retirada de uma amostra de tecido ou por exames de imagem, como tomografia, ressonância magnética e raio-x.

O mês de julho é celebrado pelo INCA desde 2016 e conta com o apoio da Organização Mundial da Saúde e da União Internacional para o Controle do Câncer.

Com informações: INCA, Ministério da Saúde e Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço

Diretor Técnico do Hospital Otorrinos Curitiba: Dr. Ian Selonke – CRM-PR 19141 | Otorrinolaringologia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui