segunda-feira, 22 julho 2024
18.1 C
Curitiba

Freya Ridings lança vídeo de “Blood Orange” ao vivo

Freya Ridings

A cantora e compositora Freya Ridings lança um vídeo ao vivo com banda para “Blood Orange”, faixa-título de seu recém lançado segundo álbum. O vídeo gravado no Alexandra Palace, em Londres, fecha uma trilogia de versões vibrantes para os singles “Weekends” (uma das canções mais executadas nas rádios brasileiras) e “Can I Jump?”. A nova fase chega num momento especial, onde Freya foi confirmada como uma das atrações da coroação do Rei Charles III no dia 06 de maio.

Assista a “Blood Orange” no Alexandra Palace: https://ffm.link/bloodorange-alexandrapalace 

Ouça “Blood Orange”: https://ffm.to/bloodorangealbum

Blood Orange

“Blood Orange” é o álbum que Freya Ridings precisava fazer. No auge da pandemia e com um coração partido, a inglesa mergulhou nos altos e baixos de um período de incertezas para oferecer ao público novos hinos de celebração da vida. As 14 faixas de “Blood Orange” apresentam uma artista mais segura de sua voz – de intérprete e compositora – indo do piano intimista aos sintetizadores da disco music. 

“O que eu realmente queria fazer com esse álbum era falar as coisas que eu mais tinha dificuldade de dizer. Escolher as coisas que eu de fato, fisicamente, não conseguiria falar para as pessoas – e escrever sobre elas, cantar sobre elas. Essa foi a verdade de ‘Blood Orange’: me assustar com o quão honestas essas músicas podem ser”, conta a artista.

Atração do icônico festival de Glastonbury, Freya Ridings enfrentou um desafio ao criar o segundo álbum após o sucesso de seu primeiro trabalho, que alcançou mais de 1 bilhão de streams e 47 certificados globais de ouro e platina. A pandemia afetou os planos iniciais, levando-a a ficar isolada em seu quarto de infância, o que acabou inspirando um relato intimista sobre a solidão e a busca por si mesma ao longo dos últimos anos.

“A ideia para o título veio da laranja sanguínea, que tem uma textura mais grossa e resistente – é mais difícil passar pela casca, mas é mais doce e vale a pena lutar. Há tanta escuridão melancólica em minha música. Eu só queria sentir a luz e a alegria”, ela reflete.

“Blood Orange” está disponível em todas as plataformas de música.

Destaque da Semana

Matanza Ritual Fest anuncia data em Curitiba com nomes de peso

Em 2024 o festival passa por diversas cidades do...

Estrogonofe é mais nova atração do Au-Au

Um sabor clássico da cozinha internacional é a mais...

Estratégias de marketing para 60+: como criar conexão com esse público 

Dia dos Avós é oportunidade para empresas implementarem ações...

Artigos Relacionados

Destaque do Editor

Popular Categories

Mais artigos do autor