― Advertisement ―

spot_img
HomeGeralCasa e ImóveisTendência vibrante: sofás coloridos ganham destaque no décor residencial

Tendência vibrante: sofás coloridos ganham destaque no décor residencial

A tendência dos móveis das tonalidades mais diversas, combinados com os demais elementos das salas de estar, livings e de televisão, resulta em ambientes únicos e repletos de personalidade

Os tons suaves integram harmonicamente a sala de estar, que é composta por contrastes sutis: o sofá Living Marilyn, na cor verde claro, acena como protagonista é complementado por móveis de materiais naturais e uma mesa de centro com acabamento em cobre | Projeto Dantas & Passos Arquitetura | Foto: Maura Mello

Ao longo dos anos, diversas tendências influenciam a arquitetura de interiores e algumas refletem desde soluções sustentáveis, tecnológicas e novas abordagens estéticas, como o uso de sofás coloridos nos ambientes, deixando de lado a predominância dos tons neutros. Com a chegada de 2024, ao que tudo indica, os tons vibrantes e ousados estão prestes a se tornar a nova norma, trazendo uma explosão de cores para os lares modernos.

Nós classificamos essa configuração como atemporal, pois os sofás coloridos são uma forma de valorizar o ambiente onde foi inserido, fugindo dos padrões tradicionais. É uma forma de trazer mais vida e estilo, podendo até se transformar nos protagonistas do espaço, mas a escolha precisa levar em consideração gostos, preferências e a identidade de seus moradores para assim ter significado”, esclarecem as arquitetas da Danielle Dantas e Paula Passos, do escritório Dantas & Passos Arquitetura.

Aderindo a inspiração

Analisar o contexto do ambiente é o primeiro passo antes da escolha, que deve levar em consideração o estilo e o décor adotado, bem como os demais elementos considerados como tapetes, pisos, cortinas e paredes, de forma a obter uma composição plenamente favorável. A ideia é conquistar um visual harmonioso para evitar que o colorido do sofá destoe negativamente.

A profissional Paula Passos ainda ressalta que nem sempre os sofás precisam evocar a expressividade de cores vivas e vibrantes. “Claro que sempre trarão um ar mais alegre e descolado, mas optar por cores mais suaves ou mais fechadas também é um caminho acertado para uma decoração mais discreta e elegante, principalmente quando remete aos estilos mais clássicos”, detalha. De acordo com ela, inserir um móvel de cores mais fechadas é uma estratégia para promover o equilíbrio e evidenciar a personalidade desejada dos moradores, especialmente quando eles são mais tímidos e discretos.

Optar por um sofá colorido é criar um ponto focal do ambiente. A cor chamativa ou diferenciada atrai o olhar e se destaca entre os demais elementos, como essa peça, em tom terroso, eleita pelos arquitetos Priscila e Bernardo, do escritório PB Arquitetura | Foto: Henrique Ribeiro

O modelo do sofá também é uma característica importante. “Sofás de linhas mais contemporâneas aceitam melhor as cores mais fortes, e enquanto os modelos mais clássicos se alinham melhor com paleta mais discreta e mais fechada”, diz Paula.

Cores e tonalidades

A primeira vantagem de eleger um sofá colorido diz respeito ao clima especial do espaço, pois as cores despertam emoções e sensações nas pessoas. Na hora de pensar na cor do sofá, a arquiteta Danielle Dantas aconselha listar quais são as favoritas, de forma a eliminar o risco de arrependimento ou o cansaço visual logo depois. “Lembrando sempre que os efeitos já conhecidos e estudados de cromoterapia afetam no nosso dia a dia. Então, se o sofá for posicionado na sala pode haver uma paleta mais forte vibrante, no dormitório é melhor escolher adotar tons de azul ou verde, que são mais relaxantes”, recomenda a profissional, que aproveitou para listar algumas opções populares:

  • Amarelo: cor vibrante e energizante, traz alegria e vivacidade. Tons mais suaves, como o amarelo-claro ou o amarelo-mostarda, combinam com a ideia de calor e luminosidade.
  • Rosa: adiciona delicadeza e feminilidade. Tons mais suaves, como pastel, propiciam uma atmosfera romântica, enquanto os mais intensos, como o rosa-choque, agregam ousadia e modernidade.
  • Verde:  com o frescor e conexão com a natureza, nuances mais suaves, como o verde-menta ou oliva, revelam uma atmosfera relaxante, já os mais intensos, como o verde-esmeralda, inspiram luxo e sofisticação.
  • Azul: a cor que funciona bem tanto em ambientes de estilo costeiro ou contemporâneo. O gradiente delicado, como o azul-pastel turquesa, contribui para as sensações de calma e serenidade.
Cores mais suaves e tons pastel nos sofás coloridos se traduzem como uma resposta interessante quando o objetivo é contar com a sutileza em um ambiente minimalista que não compromete a simplicidade do estilo, como essa sala de estar assinada pelos arquitetos Priscila e Bernardo Tressino, do escritório PB Arquitetura | Foto: Henrique Ribeiro

Espaços pequenos

A dupla Danielle e Paula afirma que os sofás coloridos são muito bem-vindos para deixar o espaço mais arrojado, descolado e alegre, mas sem esquecer de combinar com uma base neutra para não sobrecarregar o espaço.

Medo de enjoar da cor

As profissionais têm uma dica de ouro para quem ainda está receoso com esse tipo de sofá: “O colorido pode ser revestido por capas avulsas, feitas sob medida, em tons neutros como branco ou bege para usar em fases futuras, caso os moradores se cansem da cor”. Com a experiência delas, as capas são extremamente práticas e o ideal é que sejam produzidas com tecidos pré-lavados e pré-encolhidos para que possam ser lavadas sem deformar ou sem encolher antes de guardar novamente. “Com isso, o móvel pode assumir várias personas”, sugerem.

Tecidos de alta resistência e de fácil manutenção, como microfibra, sarja ou veludo são preferenciais pela manutenção e escolha de material | Projeto do escritório Dantas & Passos Arquitetura | Foto: Eduardo Pozella

Cuidados especiais

Para preservar a cor e durabilidade do sofá, é sempre bom evitar a exposição direta ao sol e muita claridade, uma vez que os tecidos de tons vibrantes tendem a desbotar quando recebem os raios UV por um longo período. No caso de ficar perto de janelas e esquadrias, cortinas ou persianas de tela solar são a solução para a proteção do mobiliário.