Rústico Chique: decore espaços de convivência e de lazer com todo o aconchego da madeira

Combinando elementos rústicos e campestres com toques elegantes e sofisticados, o PB Arquitetura pontua que o estilo rústico chique busca um equilíbrio charmoso entre conforto e elegância nos ambientes.

Clima de fazenda em casa na sala de jantar, a mesa de madeira acompanhada por oito posições de cadeiras com encosto de couro trançado. Para completar, um móvel antigo de madeira, versátil para ser cristaleira e buffet | Projeto do PB Arquitetura | Foto: Henrique Ribeiro

Todo mundo sabe que a madeira é um dos materiais favoritos dos clientes na hora de mobiliar a casa. São inúmeras as razões que explicam essa preferência: beleza, aconchego, vida longa, estilo atemporal e versátil, além da combinação perfeita com diversos tipos de decoração. Porém, cada vez mais, as pessoas têm buscado incluir a madeira mais natural com uma apresentação mais rústica nos projetos, o intuito é de se aproximar da atmosfera do interior e, assim, até levar uma vida mais leve, mesmo na cidade. Por isso, a dupla Priscila e Bernardo Tressino, à frente do escritório PB Arquitetura, compartilha algumas dicas e inspirações para transformar o lar.

Sinônimo de Bem Estar

Nossos clientes gostam de incluir a madeira, com um aspecto mais natural, em áreas de convivência e de lazer. Varandas, espaços gourmet, terraços, salas de jantar, jardins e quintais são alguns exemplos que combinam com esse décor incrível. Como esses móveis nos remetem à natureza, eles são perfeitos para momentos de relaxamento e de descontração, seja sozinho, com a família ou os amigos”, conta Priscila.

Casa de praia: o charme da madeira está presente em móveis, como bancos e mesas desta varanda | Projeto do PB Arquitetura | Foto: Henrique Ribeiro

Madeira de Demolição

A madeira de demolição é uma solução interessante para quem quer decorar com muito estilo e, ao mesmo tempo, visa contribuir com a sustentabilidade. Como o próprio nome já diz, esse material é resultado da demolição de antigos imóveis, portanto, o reaproveitamento dessa madeira repleta de história, pode mudar completamente a decoração. Além da resistência, outro diferencial dessas peças é que apresentam pequenos desníveis e variações de cor, por isso não há um móvel igual ao outro. Dica: “Na hora da compra, busque referências das empresas que vendem esse tipo de material, de forma a garantir a sua qualidade e autenticidade”, aconselha Bernardo.

O rústico chique é um décor para equilibrar a simplicidade e o charme do rústico com toques elegantes, criando um ambiente acolhedor e estilizado | Projeto do PB Arquitetura | Foto: Henrique Ribeiro

Composição de ambientes

Para desenvolver uma atmosfera rústica e elegante, é possível combinar uma série de elementos com os móveis. “Vale apostar em revestimentos em madeira ou tijolinho; ladrilhos hidráulicos; acessórios em corda, palha, tecidos diversos, metal envelhecido; ou itens com aparência vintage e retrô”, diz Priscila.

O espaço conta com sofá e poltronas de fibras naturais, pilar de tijolinhos, lareira ecológica em madeira e um charmoso relógio que remonta aos modelos antigos das estações ferroviárias varanda | Projeto do PB Arquitetura | Foto: Henrique Ribeiro
O espaço conta com sofá e poltronas de fibras naturais, pilar de tijolinhos, lareira ecológica em madeira e um charmoso relógio que remonta aos modelos antigos das estações ferroviárias varanda | Projeto do PB Arquitetura | Foto: Henrique Ribeiro

Manutenção e Limpeza

A mistura de elementos rústicos com peças mais elegantes e contemporâneas é uma característica marcante desse tipo de estilo | Projeto do PB Arquitetura | Foto: Henrique Ribeiro

Para que a madeira esteja sempre com um aspecto bonito, o conselho de Bernardo é que se faça o lixamento superficial da madeira, quando necessário, e depois seja aplicada uma camada de cera de carnaúba. Dessa forma, o móvel terá sua durabilidade cada vez mais ampliada. Já para a limpeza do dia a dia, a recomendação é utilizar um pano seco e, quando for preciso retirar algum tipo de sujeira mais robusta, o caminho é empregar um tecido levemente umedecido, de forma a não umedecer e danificar o material. E, em hipótese alguma, considere a aplicação de produtos químicos no material!

Serviço:

PB Arquitetura

End. Alameda Caulim, 115 sala 710

Bairro Cerâmica, São Caetano do Sul – SP

Telefone: (11) 2311-1178 / (11) 96202-1731

Instagram: @pbarquiteturanoinsta

Site: www.pbarquitetura.com.br

E-mail: contato@pbarquitetura.com.br