HOME Geral Casa e Imóveis Morada à Beira-Mar

Morada à Beira-Mar

A atmosfera relaxante do projeto, concebido pelo escritório Memoá Arquitetos, foi cuidadosamente implementada pelas arquitetas Daniela e Tatiana pela inspiração do local, seleção do mobiliário, paleta de tons neutros e a presença de elementos naturais

Na varanda integrada, as escolhas realizadas pelas arquitetas Daniela Miranda e Tatiana Galiano: a modernidade da cadeira Tupi, criada pelo designer Fernando Zanardi, foi habilmente combinada com a mesa Saarinen redonda | Projeto Memoá Arquitetos | FOTO: Raiana Medina

No cenário paradisíaco da Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio de Janeiro, uma família, oriunda de Minas Gerais, encontrou seu refúgio à beira-mar. O casal, acompanhado por suas duas filhas universitárias, decidiu investir em um apartamento de 100 m2 como um ponto de descanso próximo ao oceano.

O imóvel, embora já tivesse passado por uma recente reforma, precisava de personalidade e do toque de leveza que só o mar poderia imprimir. Para tanto, confiaram o projeto às arquitetas Daniela Miranda e Tatiana Galiano, do escritório Memoá Arquitetos, que, como cariocas da gema, compreenderam a essência da arquitetura de interiores buscada por seus clientes.

Na sala de jantar realizada pela dupla de arquitetas, a notável presença do amadeirado claro é evidenciada na mesa de jantar e as cadeiras com encosto de palhinha, revestimento das paredes e o piso. O mix entre materiais naturais foi concluído com a colocação das pedras travertino que adornam a parede lateral | Projeto Memoá Arquitetos | FOTO: Raiana Medina

O desafio apresentado às arquitetas era claro: criar um ambiente com um ar praiano discreto, aproveitando ao máximo a localização privilegiada à vista deslumbrante. “Para conceder esse match tão desejado pelos clientes, nossa proposta foi atuar com uma paleta clean, seguida por toques de verde e azul, e destacar a naturalidade de elementos naturais como a madeira e a pedra”, ressalta Tatiana.

A dupla de arquitetas não apenas atendeu às expectativas, mas superou-as, concebendo um projeto que reuniu funcionalidade e estética de maneira magistral. Na reforma, quase todos os elementos decorativos e mobiliários foram substituídos, com exceção do sofá na sala e dos armários nos quartos, que foram incorporados ao novo layout.

Na área social do imóvel, o banco alemão idealizado pelas arquitetas Daniela Miranda e Tatiana Galiano tanto adicionou assentos para a mesa, como tornou-se um refúgio de contemplação em todas as horas do dia. Do outro lado, a varanda também incorporou o amplo nicho com estrutura do bar/adega e a marcenaria, com suporte para as garrafas, também foi designada para armazenamento extra| Projeto Memoá Arquitetos | FOTO: Raiana Medina

Na integração entre das salas com a varanda, um banco alemão, em ‘L’ acrescenta um canto acolhedor que se tornou um convite para admirar a vista panorâmica da Lagoa de Marapendi e do Oceano Atlântico. Uma mesa Saarinen redonda foi estrategicamente disposta para momentos familiares como o café da manhã ou para a apreciação de um drinque entre eles ou nas ocasiões em que recepcionam os convidados.

Entre o estar e o jantar, ponto alto para as paredes: de um lado e estendendo-se até a varanda, ela foi revestida inteiramente em pedra natural travertino. Para completar, Daniela e Tatiana apostaram na versatilidade da marcenaria para idealizar o banco em laca que tanto atende a mesa de jantar como a função de rack para a TV. Revestida com espelho, a parede ao fundo não apenas reflete a vista da varanda, como também amplia e ilumina o espaço.

A discrição das portas mimetizadas na marcenaria foi a solução desenvolvidas pela dupla de arquitetas para o apartamento | Projeto Memoá Arquitetos | FOTO: Raiana Medina

Elegância e sobriedade foram a tônica para a ‘caixa de madeira’ que faceia a parede com os painéis e que disfarçava o acesso ao trio de portas: o hall de entrada, a cozinha e a ala íntima. “Entendemos que esse jogo com a marcenaria mimetizada para compor essa atmosfera de aconchego e, ao mesmo tempo, deixar em voga apenas a parte social”, analisa Tatiana.

Com 3 dormitórios, a suíte do casal manteve a unidade do décor evidente na área social.  Junto com a sutileza da marcenaria em tons claros avistados na cabeceira e as mesas laterais, o frescor e o charme da parede de tijolinho branco. “O casal nos contou que o acabamento anterior os incomodava, por isso sugerimos essa aparência rústica, mas ao mesmo tempo tão acolhedora, que os leva a viver, verdadeiramente, essa sensação especial de estarem tão bem recebidos pela natureza”, relembra a dupla de arquitetas.

Na parede da cabeceira, a dupla de quadros não os deixa esquecer da proximidade com o mar | Projeto Memoá Arquitetos | FOTO: Raiana Medina
No banheiro do casal, a mudança da posição da bancada tornou disposição do ambiente mais confortável | Projeto Memoá Arquitetos | FOTO: Raiana Medina
Os outros quartos foram trabalhados para acomodar as duas filhas e a mãe da moradora.
Na cabeceira, o lambri ripado acompanha a altura da meia parede da cabeceira. Com as formas orgânicas, o trio de espelhos fortalecem o elo com as paisagens da capital carioca | Projeto Memoá Arquitetos | FOTO: Raiana Medina
Proposta semelhante o quarto das filhas: o lambri ripado, na cor menta (assim como o móvel de cabeceira), perfaz a cabeceira e ‘abraça’ uma das camas | Projeto Memoá Arquitetos | FOTO: Raiana Medina

@memoaarquitetos

E-mail: contato@memoaarquitetos.com.br

Contato: (11) 93459-1602

Av. Brigadeiro Faria Lima, 2013 – Conjunto 6B, Jardim Paulista

SEM COMENTÁRIOS

Sair da versão mobile