Aberto edital para expositores da Flua Cultura Junina

Crédito para Fabio Alcover.

Projeto traz um novo conceito de feira, pautado na economia criativa e que promove, acima de tudo, os artistas seja isso na venda e exposição das obras ou na realização de oficinas, palestras e apresentações. Feira acontece no dia 30 de junho, no Calçadão.

Estão abertas as inscrições para o segundo edital da Feira Flua Cultura, um projeto do coletivo Flua Cultura e realização do Governo Federal através do Ministério da Cultura e da Fundação Cultura Artística de Londrina – Funcart, com patrocínio da Lei Paulo Gustavo, viabilizado por meio da Secretaria de Cultura de Londrina. O projeto traz um novo conceito de feira, pautado na economia criativa e que promove, acima de tudo, os artistas seja isso na venda e exposição das obras ou na realização de oficinas, palestras e apresentações. O edital, aberto até o dia 03 de junho, e disponível no site da Flua Cultura  (www.fluacultura.com.br) vai selecionar doze expositores e atrações artísticas para a Feira que acontece no dia 30 de junho, no Calçadão de Londrina na frente do Teatro Ouro Verde e vai celebrar as Festas Juninas. Cada expositor recebe uma ajuda de custo de R$ 250,00, um grande diferencial do evento pautado na economia criativa.  Além da feira de junho, outras estão previstas para agosto e outubro, sempre em um lugar diferente e com acesso livre e gratuito.

Crédito para Fabio Alcover.

A primeira feira deixou um gosto de alegria e satisfação para os realizadores e a sensação de que a Feira Flua Cultura tem tudo para preencher uma lacuna em eventos desse tipo, isso a partir da resposta do público e do retorno dos participantes, expositores e artistas. Durante o período de realização, entre 15h e até 20h30, um giro de público de mais de 500 pessoas e uma diversificação, com um bom tempo de permanência e de experiência no espaço. Para Rafaela Rodrigues, produtora cultural e uma das idealizadoras do projeto, o volume de vendas demonstrou a importância de uma atividade da economia criativa na cidade e o fato do evento agregar uma programação artística e atividades relacionadas para as crianças mostra que o formato deve funcionar quando desembarcar em outros espaços. “Nossa primeira feira na Funcart foi importante para testarmos a ideia, em um ambiente já conhecido e que nos acolheu com muito carinho. O desafio e a expectativa de levar a Feira Flua Cultura para o centro, para um espaço público é grande. Estaremos na frente do Ouro Verde a partir do meio-dia, com uma programação casada para garantir público até o fim da tarde”, comenta. O edital também vai selecionar atrações para a programação artística da Flua Cultura de junho e a vontade é que o edital atraia propostas de música de grupo, solo, de concerto e instrumental, performances de dança em todas as suas vertentes, teatros, literatura com leituras de poesia, contação de histórias e até lançamentos de livros. “Também gostaríamos de ter conosco fotógrafos com suas obras e workshops; artistas das artes visuais com instalações, performances visuais e exibições de arte digital e ainda outras intervenções urbanas já que estaremos no centro histórico, como por exemplo, grafites”, afirma Rodrigues. O projeto prevê um cachê que varia entre R$ 500,00 a R$ 1 mil para as atrações artísticas.

A Feira Flua Cultura faz parte da retomada das atividades do Coletivo Flua Cultura de uma forma bastante inovadora e repleta de significado para a cena cultural de Londrina. A iniciativa não só marca a retomada das atividades do coletivo, mas também representa um novo capitulo em sua missão de conectar a comunidade local com a arte e a cultura. O coletivo é uma realização independente e é atualmente composto por Thalita Deldotti Alcantara, musicista e produtora cultural; João Ribeiro, produtor cultural e Rafaela Rodrigues, produtora cultural e publicitária.