Paraná negocia acordo para centros médicos oncológicos

A comitiva do Paraná na Rússia avançou nas negociações com a empresa Rosatom para a parceria na instalação de centros médicos oncológicos e no desenvolvimento de novas tecnologias em diagnóstico por imagens. A vice-governadora, Cida Borghetti, e o presidente da Agência Paraná de Desenvolvimento, Adalberto Netto, se reuniram com o diretor de negócios da Rosatom, Oleg Barabanov, na quinta-feira (17).
         Segundo Cida Borghetti o acordo está bem encaminhado.”Agora os técnicos do Governo, da Agência Paraná de Desenvolvimento e da Rosatom vão trabalhar nos ajustes finais do documento”, detalha.
         A Rosatom tem mais de 70 anos e é uma referência internacional no setor. O segmento de medicina nuclear é uma das principais áreas de interesse da empresa com o desenvolvimento de técnicas de diagnóstico por imagem como tomógrafos e scanners e do tratamento para o câncer e outras doenças. A empresa vem se especializando na construção de centros médicos oncológicos que servem também para a formação profissional.
BALANÇO – A missão da comitiva do Paraná termina nesta sexta-feira (18) e traz ao Estado importantes acordos concretizados e diversas negociações encaminhadas. 
         Durante o Fórum Empresarial Brasil-Rússia, evento organizado pelos Governos do Brasil e da Rússia, o Paraná assinou um acordo com a fábrica de aviões Irkut para implantar em Maringá unidades de fabricação de peças e partes de aeronaves e centros de operação para atender o Brasil e a América Latina.  A negociação foi conduzida pela Agência Paraná de Desenvolvimento com o suporte da prefeitura de Maringá.
         A comitiva também acertou uma parceria com a Mephi, Universidade Nacional de Pesquisa Nuclear para a transferência de tecnologia, pesquisas conjuntas e intercâmbio acadêmico em projetos de prevenção, combate e tratamento avançado do câncer de mama.
         A cooperação do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) com a empresa Biocad para a produção de medicamentos foi ampliada. As instituições já desenvolvem o projeto do oncológico Bevacizumabe, usado para o tratamento de diversos tipos de câncer e degeneração macular. A produção do medicamento será feita em Maringá.
INFRAESTRUTURA – A vice-governadora Cida Borghetti esteve com o vice-primeiro ministro para assuntos econômicos e comerciais da Rússia, Arkady Dvorkovich. Na pauta, a ampliação das relações comerciais entre o Paraná e a Rússia.
         Cida Borghetti também se reuniu com representantes da Russian Railways para apresentação do projeto do Trem Pé-Vermelho, ferrovia com linha de passageiros, que ligará as regiões metropolitanas de Londrina e Maringá.
         Antes disso, a pedido do ministro dos Transportes, Antônio Carlos Rodrigues, a vice-governadora entregou a possíveis investidores russos o estudo de viabilidade técnica, econômica e ambiental do segmento Sul da Ferrovia-Norte Sul. O trecho 1,7 mil quilômetros vai da divisa norte do Paraná, proximo a Panorama (SP), até o porto de Rio Grande (RS).
         Ocorreram ainda encontros com representantes do Banco de Desenvolvimento e Assuntos Econômicos Externos da Rússia (Vnesheconombank), e com a Aton, o fundo de investimento independente (private equity) mais antigo daquele país. 
WORLD FOOD –  A APD também participou da feira mundial de alimentos “Moscow World Food”, principal evento do setor da Rússia, para identificar oportunidades de negócios e investimento para empresas paranaenses.
<ricardocaldas@ccivil.pr.gov.br>

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.