A fórmula da traição

Algumas
pessoas cativam relacionamentos amorosos sem saber o por quê. Diante dos
problemas da vida a dois, essas pessoas, geralmente, acabam traindo,
seja por carência, insatisfação relacionado a desejos e expectativas com
o parceiro, falta de diálogo do casal, a busca pelo novo ou até mesmo o
estímulo de perigo que é provocado com a traição.

Assim, o psicólogo e master coach João Alexandre Borba desenvolveu
uma fórmula precisa para quem deseja trair o seu companheiro (a). Basta
seguir os seguintes passos para que se tenha uma traição clássica, digna
de livros e filmes:

1) Jamais se mostre vulnerável a sua companheira (o).
De acordo
com Borba, a vulnerabilidade gera intimidade sempre, assim como dois
mais dois são quatro. No momento em que você não se expõe por
insegurança, seus desejos irão se acumular e, por consequência, você
precisará de uma terceira pessoa para descarregá-los. Quer trair? Já
sabe agora, não se envolva.

2) Seja pai ou mãe da sua companheira (o).
Para o psicólogo, os
filhos são dependentes emocionais de seus pais e isso resultará para
quem estiver na posição de pai uma sensação de poder descomunal para com
o seu companheiro. Seria semelhante a um Rei (ou Rainha) em um reino
sem chão e exército, já que na realidade, a paternidade não tem
legitimidade.

Porém, tome cuidado para não ser traído… Afinal, nem Édipo
conseguiu se dar bem ao desposar sua mãe Jocasta. A repulsão após alguns
anos será enorme já que nenhum pai ou mãe irá ter relações com seu
próprio filho. Essa rejeição também te levará à traição. Perfeito, não?

3)Aprenda como JAMAIS demonstrar seus desejos sexuais.

Guarde seus desejos mais profundos e inconfessáveis com você. Isso te
levará a procurar uma terceira pessoa para descarregá-los. Quer trair?
Tranque-os dentro de você, sem revelar para seu parceiro (a). Aos
poucos, estes desejos ganharão vida, destruirão as correntes que os
aprisionaram e sairão livres pelo mundo, procurando alguém para serem
liberados.

“Lembro de uma garota de programa que atendi há uns quatro anos que
me contou o seguinte: ”Muitos homens me procuram para fazer coisas que
suas esposas jamais fariam. Quer saber? Eu acho mesmo é que eles nunca
tiveram coragem de pedir pra elas”. E não é que ela estava certa?”,
afirma Borba.

Seja homem ou mulher, qualquer um tem a opção de trair ao entrar em
um relacionamento. É claro que tudo dependerá sempre do objetivo final a
ser alcançado. “Ao escolher alguém como parceiro (a), você está
permitindo oferecer a esta pessoa um lugar único e especial na sua vida:
o lugar de poder te acompanhar nas mais diversas viagens, sonhos e
prazeres. Finalmente, tudo dando certo, você será recompensado com um
dos presentes mais belos oferecidos pela vida: a força de se construir a
sua família”, conclui João.

Serviço: João Alexandre Borba

Co-CEO do Instituto Internacional Japonês de Coaching e Psicólogo

joao.alexandre@live.com

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.