A responsabilidade sócio-ambiental também é do Marketing

JRD Logística de Marketing dá o exemplo de como é possível se adaptar às exigências do novo consumidor

Atualmente a nova “sociedade de consumo” está alterando o significado do ato de comprar. Cada vez mais, as pessoas passam a consumir com responsabilidade, se preocupando com as escolhas de produtos e simpatizando com empresas engajadas com a Responsabilidade Social e a Ambiental. Pensando nisso, uma das ações da JRD Logística de Marketing é o descarte de materiais, que faz parte do escopo de serviços que a empresa oferece para o cliente, considerando a retirada e logística reversa de todos os materiais promocionais nos PDV´s.

Segundo Renato Paschoal, diretor comercial da JRD, na empresa o descarte é feito como doação para instituições filantrópicas ou de educação, e também para fins de reciclagem e incineração/descaracterização. “Acreditamos que somos um empreendimento de vanguarda no segmento, uma vez que estamos totalmente adaptados às exigências da sociedade moderna. Diante disso, temos um acordo operacional com o maior conglomerado de empresas de reciclagem do país, que atua estritamente dentro das normas mais rígidas de descarte ambientalmente responsável, conduzindo os negócios de modo a gerar naturalmente um fluxo de benefícios para todos os envolvidos”, comenta.

Entre outras ações, Paschoal destaca que a JRD é parceira-investidora no Instituto de pesquisa Pelé Pequeno Príncipe, destinando doações mensais em dinheiro para contribuir com as pesquisas da área básica e clínica em doenças complexas da infância. Além disso, indicam locais como asilos, seminários, creches, escolas, ONG´s e outros conforme a demanda por doação de materiais e equipamentos, bem como promovem ações com seus motoristas, para combate e prevenção da exploração de menores em rodovias. “Como trabalhamos diretamente focados neste novo consumidor, vimos que mais do que necessidade, é uma obrigação adotar e colocar em prática novos hábitos, extrapolando a esfera da publicidade e partindo para uma aproximação. Nos colocamos frente a frente com o cliente e com as novas exigências do mercado”, explica.  E continua: “Para atrair cada vez mais consumidores conscientes uma coisa é certa: o processo de criação deve ser ecoeficiente para garantir o engajamento. E o Live Marketing já está fazendo a sua parte”, finaliza.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.