A responsabilidade sócio-ambiental também é do Marketing

JRD Logística de Marketing dá o exemplo de como é possível se adaptar às exigências do novo consumidor

Atualmente a nova "sociedade de consumo" está alterando o significado do ato de comprar. Cada vez mais, as pessoas passam a consumir com responsabilidade, se preocupando com as escolhas de produtos e simpatizando com empresas engajadas com a Responsabilidade Social e a Ambiental. Pensando nisso, uma das ações da JRD Logística de Marketing é o descarte de materiais, que faz parte do escopo de serviços que a empresa oferece para o cliente, considerando a retirada e logística reversa de todos os materiais promocionais nos PDV´s.

Segundo Renato Paschoal, diretor comercial da JRD, na empresa o descarte é feito como doação para instituições filantrópicas ou de educação, e também para fins de reciclagem e incineração/descaracterização. “Acreditamos que somos um empreendimento de vanguarda no segmento, uma vez que estamos totalmente adaptados às exigências da sociedade moderna. Diante disso, temos um acordo operacional com o maior conglomerado de empresas de reciclagem do país, que atua estritamente dentro das normas mais rígidas de descarte ambientalmente responsável, conduzindo os negócios de modo a gerar naturalmente um fluxo de benefícios para todos os envolvidos”, comenta.

Entre outras ações, Paschoal destaca que a JRD é parceira-investidora no Instituto de pesquisa Pelé Pequeno Príncipe, destinando doações mensais em dinheiro para contribuir com as pesquisas da área básica e clínica em doenças complexas da infância. Além disso, indicam locais como asilos, seminários, creches, escolas, ONG´s e outros conforme a demanda por doação de materiais e equipamentos, bem como promovem ações com seus motoristas, para combate e prevenção da exploração de menores em rodovias. “Como trabalhamos diretamente focados neste novo consumidor, vimos que mais do que necessidade, é uma obrigação adotar e colocar em prática novos hábitos, extrapolando a esfera da publicidade e partindo para uma aproximação. Nos colocamos frente a frente com o cliente e com as novas exigências do mercado”, explica.  E continua: “Para atrair cada vez mais consumidores conscientes uma coisa é certa: o processo de criação deve ser ecoeficiente para garantir o engajamento. E o Live Marketing já está fazendo a sua parte”, finaliza.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Talvez você se interesse por estes artigos

Tem muita confusão em volta da palavra “marca” ou Brand. É uma daquelas palavras que muita gente usa, mas pouca gente entende. É um logotipo,...
Para os proprietários de empresas, encontrar clientes é um problema muito sério Se você parar e pensar no preço que está pagando para atrair compradores...
Fechar Menu