Maternidade e estilo: como não ser refém das roupas de ginástica?

A coach de identidade Elen Müller explica o processo de transformação de estilo que acontece com a maternidade e dá dicas práticas de como resgatar a imagem que você gosta. 

Grandes transformações acontecem na vida de uma mulher por conta da maternidade, desde a personalidade até o estilo e a forma de vestir. Quando têm filhos, as mulheres começam a se enxergar de uma forma diferente, olhar para seu corpo, para suas roupas, para seu corte de cabelo, e observar que vários aspectos já não lhe servem mais. Isso vale tanto para roupas que deixam de fazer seu estilo enquanto mãe até peças que já não funcionam mais no sentido prático – quando as peças antigas são menos confortáveis e menos funcionais do que o momento atual pede.

A coach de identidade e consultora de imagem Elen Müller fala que “a personalidade da mulher se renova com influência da maternidade. Muitas mães são afetadas pelo momento e passam a questionar e desconstruir sua própria identidade. Precisam reencontrar e redescobrir a sensualidade, a beleza e as maneiras de se expressar pela forma como se apresentam”. Seu trabalho, desenvolvido para mulheres, é focado em auxiliá-las para que consigam expressar quem são por meio do visual e da imagem pessoal.

Segundo Elen, a transformação de estilo acontece depois da maternidade porque uma mulher, ao tornar-se mãe, já não terá o mesmo formato de corpo, seu tempo será mais escasso e sua prioridade não será mais cuidar-se de si mesma, mas doar-se para seu filho. Outro motivo é que ela sente uma necessidade de se vestir para essa nova fase com um estilo menos juvenil”.

Ao mesmo tempo em que há motivação para se vestir mais formalmente, o novo contexto favorece muito as roupas de ginástica. “Ela, que no passado costumava ter uma hora para se arrumar, hoje terá somente uns quinze minutos. Se produzir para sair nesse tempo certamente fará com que essa mãe tenha um estilo muito mais básico”, reflete Elen. A confusão está posta: estilo mais formal ou estilo mais confortável?

Na prática: como organizar um guarda-roupa que satisfaça?

A coach explica que “mães com filhos pequenos vão optar por roupas práticas de vestir, de lavar e de se movimentar, utilizando predominantemente roupas de ginástica. O problema é que muitas delas dizem não se sentirem felizes com esse estilo porque nem vão praticar exercício de fato”. Para descobrir o estilo que satisfaça nessa nova fase, é preciso reservar um momento para si e fazer um “detox do guarda-roupa”. O primeiro passo é tirar todas as roupas de que você não gosta mais ou que não são mais a sua cara. Não fica à vontade com a peça? Ela pode fazer alguém feliz com sua doação!

Para as peças que você gosta, mas que nesse momento não te servem, o destino é outro: elas vão para uma caixa, em um canto mais escondido do guarda-roupa. “Você não precisa se desfazer daquilo que gosta, mas as peças que você não usa tumultuam o seu olhar quando vai procurar uma combinação, dificultando seu dia a dia. Coloque-as em uma mala ou espaço do armário que não tenha acesso e assim que mudar o corpo ou o estilo de vida você terá roupas novas!”.

Depois dessa seleção, o que realmente facilita a vida da mulher é tornar as possibilidades visuais, ao fácil alcance no celular. “Pense em tudo o que você faz em um dia e em todas as combinações possíveis que suas roupas oferecem para uma semana, incluindo os acessórios e sapatos que fazem seu olho brilhar, separe-as e tire fotos e na hora de sair acesse as fotos”. Isso facilita a semana e te lembra que você é uma mãe linda, inclusive no look!

Serviço:

 Elen Müller
Consultora de imagem e Coach de identidade
www.elenmuller.com
www.facebook.com/elenmulleressenciaemaparencia/

Informações para a imprensa:
LFCOM Assessoria em Comunicação
www.lfcom.com.br
Laura Fagundes Ramalho | (41) 99286-8636 | laura@lfcom.com.br
Lu Belin | (41) 99908-8636 | luciane@lfcom.com.br

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.