Recém premiado no World Gin Awards 2018, o gim Amázzoni será a estrela de um tour por bares e restaurantes de Curitiba na próxima semana. Entre quarta-feira (28/2) e sábado, uma série de eventos vai apresentar possibilidades na coquetelaria e harmonizações, além de celebrar a recente conquista. A marca foi eleita melhor produtora artesanal de gim do ano no último dia 15, em Londres, Inglaterra.

Um dos fundadores da destilaria, o artista plástico e empresário Alexandre Mazza estará na cidade para acompanhar os eventos, ao lado de Rafael Ghignone e Marco Monteiro, representantes da marca no sul do país.

O roteiro começa na quarta-feira, passando pelo Officina Resto Bar (18h30) e com uma escala em evento no Castelo do Batel (21h30). Na quinta, é a vez do restaurante Las Tablas (19h30) e QResto Bar (21h30). Sexta é a vez da Tesoros de Cuba Batel (18h30) e Ponto Gin (21h30). Sábado acontece uma ação na Adega Brasil Delicatessen (R. Cândido Hartmann,1485), das 11h às 14h. No mesmo dia, o circuito é encerrado no Las Tablas, das 16h30 às 19h30. Todos os eventos são abertos ao público, com exceção da festa no Castelo do Batel.

Reconhecimento internacional

Primeira marca brasileira a participar da competição internacional, o Amázzoni alcançou grandes conquistas no World Gin Awards 2018. Além de ter sido eleito a Melhor produtora artesanal de gim do ano, foi finalista em três categorias: Melhor destilaria do ano, Melhor London Dry e Marca mais inovadora do ano.

O Amázzoni foi lançado há menos de um ano, e é a primeira destilaria exclusiva de gim no país. Desde sua concepção, nasceu para ser brasileiro. O nome faz referência aos ingredientes que vêm da Amazônia. Na composição, entram zimbro, louro, coentro, limão, mexerica, castanha-do-pará, cipó-cravo e cacau, entre outros princípios botânicos que tornam seu sabor único.

O gim é produzido em uma fazenda do início do século XVIII, que funcionou como plantação de café, no rio Paraíba, há 130 quilômetros do Rio de Janeiro. Em 1902, incluiu um sistema de tratamento de cana de açúcar e um moinho de pedra, para produção de farinha de grão. Restaurada, conta com alambique em cobre, o primeiro projetado e fundido no Brasil. O projeto nasceu do empreendedorismo e da paixão pelo gim de Alexandre Mazza e Arturo Isola.

Atualmente pode-se encontrar o Amázzoni em sete estados: Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

www.amazzonigin.com

Talvez você se interesse por estes artigos.

Fechar Menu