O setor de transmissões de vídeos pela internet tem ganhado cada vez mais espaço no cotidiano da população mundial e especialmente da população brasileira. São milhares de produtores de conteúdo diferentes para escolher e é certo que qualquer pessoa pode encontrar um streamer que atenda as suas necessidades de entretenimento.

A plataforma pioneira na transmissão de vídeos foi o YouTube. O site foi criado em 2005 dentro de uma garagem na cidade de São Francisco, no estado da Califórnia nos Estados Unidos. Os criadores Chad Hurley e Steven Chen queriam inventar um programa para compartilhar vídeos com os amigos, mas viram um potencial para que qualquer um pudesse dividir vídeos com o mundo.

Quase dois anos depois da sua criação o YouTube já tinha 100 milhões de visualizações por dia no site e 65 mil novos vídeos diários. Todo este sucesso foi notado pelo Google, que resolveu adquirir a plataforma por 1,65 bilhão de dólares e multiplicou várias vezes o seu investimento.

Para se ter uma ideia de quanto o site cresceu na última década, basta apenas olhar para o sucesso do youtuber mais famoso do mundo. O jovem sueco Felix Arvid Ulf Kjellberg, conhecido na internet como Pew Die Pie, tem sozinho mais de 57 milhões de inscritos, ganha aproximadamente 15 milhões de dólares por ano com seus vídeos e foi nomeado em 2016 como uma das 100 pessoas mais influentes do ano pela revista Time.

Outro exemplo de sucesso internacional são os irmãos John e Hank Green, donos do canal VlogBrothers, SciShow, Crash Course e muitos outros. Os youtubers têm uma forte presença online quase desde o início da plataforma e foram os criadores da VidCon, maior feira internacional de produtores de conteúdo e empresários de mídia do planeta, que recentemente foi adquirida pela Viacom.

Source: Wikimedia Foto por Oejitv / CC BY-SA 4.0

O sucesso do YouTube é completamente internacional e o Brasil é um dos maiores consumidores das transmissões de vídeo na internet. Os maiores canais brasileiros do Youtube rotineiramente alcançam facilmente os milhões de visualizações e os vídeos alcançam os lares de todos os brasileiros.

O produtor Konrad Dantas, conhecido pelo nome artístico KondZilla, lidera o topo das paradas do YouTube nacional. Com pouco mais de 27 milhões de escritos, o canal lança vídeos de funkeiros como MC Kevinho, MC Loma e MC Guimé.

As produções dos vídeos são de alta qualidade e a maioria deles atingem centenas de milhares ou milhões de visualizações logo nos primeiros dias após o lançamento. O vídeo “Envolvimento” da MC Loma superou as 5 milhões de visualizações com menos de 24 horas e “Ta Tum Tum” uma parceria do MC Kevinho com Simone & Simaria ultrapassou 35 milhões de visualizações em menos de uma semana.

O piauiense Whindersson Nunes, que se descreve como “lampião do YouTube”, está na segunda posição da plataforma no Brasil. Seu canal possui aproximadamente 25 milhões de inscritos. O ator e comediante fala sobre situações da vida cotidiana de uma forma bem-humorada e costuma sair em turnês de stand-up comedy por todo o território nacional.

Felipe Neto, que também possui uma rotina de stand-up, foi um dos primeiros youtubers do país e ficou famoso por falar sobre fenômenos da cultura pop de uma maneira inteligente. Hoje, já com 18 milhões de inscritos, Felipe diversificou o conteúdo, com paródias, jogos e entrevista e abriu novos canais na plataforma, como o “Irmãos Neto”.

O canal do “Porta dos Fundos” também lida com humor, mas em forma de esquetes que lembram versões atualizadas daquelas feitas pelo Monty Python britânico e os brasileiros Casseta & Planeta e TV Pirata.

Com nomes como Clarice Falcão, que também é cantora, e Fábio Porchat e Gregório Duvivier, que eventualmente ganharam seus próprios programas como apresentadores, o canal possui uma série de atores talentos e piadas sobre temas atuais com um humor irreverente, que garantiram mais de 14 milhões de inscritos.

Também há uma grande presença de canais com conteúdo nerd, geek e educacional como o Nostalgia do Felipe Castanhari, que trata de temas dos anos 90 e 2000 e conta com 9 milhões de inscritos, o “Coisa de Nerd” do casal Leon e Nilce, que fala sobre jogos e cultura nerd e hoje conta com 6.661.849 inscritos, e o “Desce a Letra” de Cauê Moura, que fala sobre diversos temas da atualidade e conta com 5 milhões de inscritos.

O YouTube brasileiro também tem um espaço para streamers voltados para jogos, como o “Canal Canalha” de Julio Cocielo, com 15,5 milhões de inscritos, o “RezendeEvil”, no qual Pedro Afonso Rezende mostra vídeos de Minecraft para 15 milhões de fãs e o “Authentic Games”, também de “Minecraft” com aproximadamente 13 milhões de seguidores.

Entretanto, a principal plataforma responsável pela transmissão de partidas de qualquer jogo, esporte ou e-sport definitivamente é o Twitch.

 Source: Twitch Foto por Twitch / Domínio Público

Criado em 2011 por Justin Kan and Emmett Shear na mesma São Francisco onde nasceu o YouTube, o Twitch originalmente era parte da plataforma justin.tv, mas seus fundadores perceberam o potencial de transmissões de vídeos de partidas e resolveram investir nelas com uma plataforma independente.

Após atingir mais de 55 milhões de visitantes e alcançar a marca de 15 bilhões de minutos assistidos no site, o Twitch foi vendido para a Amazon em 2014 e os números da plataforma não pararam de crescer.

Atualmente o consumo de streams de jogos é imenso. No final de 2017 o Twitch teve mais de 600 milhões de espectadores e confirmou seu posto como principal site para assistir a transmissão de partidas.

São mais de 25 mil produtores de conteúdo para escolher e as principais categorias de streamers do site envolvem jogadores de games populares, atletas de poker e competidores de e-sports.

Em relação a jogos populares os grandes expoentes da plataforma é Jaryd Lazar, do canal “summit1G”, maior streamer do site. Lazar possui mais de 2,5 milhões de seguidores e suas transmissões de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO), PlayerUnknown's Battlegrounds (PUBG), Fortnite, DayZ e outros jogos são acompanhadas por milhares de pessoas.

O poker é o segundo maior nicho do site e muitos competidores possuem canais no twitch, em que transmitem conteúdo que varia de dicas simples sobre como ser melhor no esporte até rodadas inteiras. O stream de mesas do esporte é o segundo maior nicho do site com estrelas como Parker "TonkaaaaP" Talbot e Jason Sommervile.

Talbot possui uma carreira vitoriosa no poker com mais de 3 milhões de dólares em prêmios ao longo de diversos campeonatos e uma disposição a alcançar novos níveis. Ele é um dos competidores de poker mais assistidos no Twitch e atingiu rapidamente a marca de 5 milhões de visualizações.

Sommerville já venceu um bracelete da World Serie of Poker (WSOP), o campeonato mais importante do esporte, e ganhou mais de 5 milhões de dólares durante seus anos como atleta profissional. Hoje em dia ele se aposentou das mesas passou a dedicar todo o seu tempo a transmitir na plataforma para as suas centenas de milhares de fãs, o que mostra a importância que o stream atingiu.

Em relação aos jogos e e-sports, há diversos tipos de jogadores e canais voltados para tipos diferentes de conteúdo. No caso de Multiplayer Online Battle Arenas (MOBAs), alguns dos maiores expoentes são o jogador Daryl do canal “Wings of Death”, que conta com mais de 100 mil seguidores que o assistem jogar League of Legends, e Kevin “Purge” Codec do canal “Purge Gamers”, que tem 150 mil fãs que o acompanham em Dota 2.

Independente do canal, YouTube ou Twitch, o setor de transmissões de diversos tipos de conteúdo pela internet está em uma onda de crescimento exponencial que não demonstra qualquer sinal de diminuir e é uma certeza que ele conquistará cada vez mais espaço na vida das pessoas.

Talvez você se interesse por estes artigos.

Fechar Menu